fbpx
Início Adriane Bramante A Reforma da Previdência do Governo PSL

A Reforma da Previdência do Governo PSL

A reforma da previdência do governo PSL vem sendo um tópico muito discutido, e está definitivamente na boca e na cabeça dos brasileiros, por isso, neste artigo, abordaremos alguns dos mitos e verdades que estão trazendo dúvidas na população.

24526

A reforma da previdência do governo PSL vem sendo um tópico muito discutido, e está definitivamente na boca e na cabeça dos brasileiros, por isso, neste artigo, abordaremos alguns dos mitos e verdades que estão trazendo dúvidas na população.

Atualização 2: Agosto 2019Reforma da Previdência no Senado – Passo à Passo

A Reforma da Previdência do Governo PSL

Desde que o novo governo assumiu poder, esse tópico tem sido pauta de notícias nos jornais nacionais. Pessoas de dentro do governo, que trabalham na área econômica e também pessoas que não estão diretamente ligadas com o assunto estão falando sobre a reforma da previdência.

Exatamente pelo fato de todos estarem discutindo este assunto, alguns fatores possíveis são aumentados, ou dados com certos, quando nem sempre é o caso.

A Reforma da Previdência do Governo PSL

Mitos e Verdades sobre a Reforma da Previdência 2019

“Quando a reforma da previdência do governo PSL for feita já começa a valer de imediato”

Mito

Pelo que sabemos até agora, é muito provável que o presidente Bolsonaro não retome a pec 287 2016 apresentada pelo ex presidente Michel Temer. Isso significa que todo o procedimento de criar uma nova proposta de reforma terá de ser feito, e esse processo tende a demorar de seis a oito meses.

 

“É possível saber exatamente o que irá acontecer, já que o tópico tem sido muito falado por parceiros confiáveis do presidente”

Mito

O motivo pelo qual o tópico tem sido repetido constantemente é porque a população já sabe que esta reforma está prestes a acontecer, e não estão errados já que a dívida da previdência é grande e precisa ser corrigida. Mas até que uma proposta seja devidamente redigida. Não é possível afirmar nada, especulações irão sempre ocorrer dentro de um governo, e algumas podem até estarem corretas, mas nada estará mais correto do que a proposta oficial em si.

 

Presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), Adriane Bramante.
Presidente do (IBDP), Adriane Bramante.

Especialista em direito previdenciário afirma que a proposta da Reforma da Previdência 2019,  entregue pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional nesta quarta-feira, 20, de fevereiro de 2019 tem cunho apenas econômico, sem preocupação social.

“Ela foi feita puramente por economistas, foi focada no critério econômico”, analisa a presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), Adriane Bramante.

“A dívida da previdência precisa ser corrigida, não importa quem sofra no processo”

Mito

Uma reforma da previdência ideal precisa ser sustentável o suficiente para funcionar por muito tempo, ele precisa ser capaz de prover proteção social sendo a mais igualitária possível.

 

“Mesmo que a reforma necessite acontecer, ela também necessita de tempo para sair da forma correta”

Verdade

O Brasil já teve muitas reformas da previdência, uma em 98, outra em 2001 e em 2003 uma reforma constitucional, fora as emendas constitucionais já feitas. E por isso, o ideal é que essa seja extremamente planejada para que funcione.

 

“Uma reforma não é feita só pelo presidente”

Verdade

É necessário que haja uma equipe multidisciplinar na avaliação da proposta de reforma e não somente de economistas, para que possamos alcançar uma reforma oficial. É preciso ter uma equipe de pessoas especializadas no assunto pois o sistema previdenciário é muito caro para o Brasil, e precisa ser feito da maneira correta.

 

“A reforma não precisa ser extremamente precisa, já que se falhar, outra pode ser feita”

Mito

Um dos pontos mais importantes ao fazer uma proposta, é pensar nas gerações futuras que também serão afetados por ela. Uma reforma requer planejamento intenso, e um dos seus objetivos é na verdade adiar ou cessar completamente a necessidade de uma nova reforma.

4 COMENTÁRIOS

  1. Um dos pontos mais importantes ao fazer uma proposta, é pensar nas
    gerações futuras que também serão afetados por ela. Uma reforma requer
    planejamento intenso, e um dos seus objetivos é na verdade adiar ou
    cessar completamente a necessidade de uma nova reforma.

  2. É necessário que haja uma equipe multidisciplinar na avaliação da proposta de reforma e não somente de economistas, para que possamos alcançar uma reforma oficial. É preciso ter uma equipe de pessoas especializadas no assunto pois o sistema previdenciário é muito caro para o Brasil, e precisa ser feito da maneira

  3. Exatamente pelo fato de todos estarem discutindo este assunto, alguns fatores possíveis são aumentados, ou dados com certos, quando nem sempre é o caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here