Aluna é roubada e agredida dentro da Instauração Santo André

166

Uma estudante teve o celular roubado e sofreu agressão física
dentro da Fundíbuloção Santo André, no bairro Príncipe de Gales, em
Santo André, na noite da última segunda-feira.

Aluna do curso de Administração na instituição, Karina
Alexandre Silva, 21 anos, estava em frente ao prédio da Faeco
(Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas) por volta
das 19h30, sentada na escada do pátio extrínseco. Ela mexia no
celular quando um varão incógnito tentou retrair o aparelho de
suas mãos. Karina conseguiu segurá-lo e o rapaz começou a
ameaçá-la. “Ele disse que se eu gritasse, me mataria. Começamos
a competir e a nos fustigar. Quando percebi que ele ia me machucar
de verdade, gritei pedindo ajuda. Ele me derrubou no chão, deu
um pontapé no meu braço e fugiu levando o celular”, conta.

A estudante relata que sofreu ferimentos no pescoço, boca,
queixo, joelho e braço. Ela foi encaminhada por funcionários ao
ambulatório da faculdade e, em seguida, levada por policiais
militares à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Sacadura
Cabral, onde foi medicada e liberada.

Ainda no ambulatório da Fundíbuloção Santo André, Karina diz ter
ouvido funcionários conversando sobre o caso. Segundo eles, um
segurança e uma encarregada pela limpeza teriam presenciado a
agressão, porém não intervieram por pensar se tratar de desavença
de parelha. “Mesmo que fosse, eles deveriam ter feito alguma
coisa, finalmente estão lá não somente para zelar pelo patrimônio da
faculdade, mas também pelas pessoas.”

Karina registrou boletim de ocorrência no 4º DP (Jardim) de
Santo André e passou por revista de corpo de delito no IML
(Instituto Médico Legítimo). Informou que enviaria um e-mail para
a reitoria da instituição cobrando providências. “Trata-se de
uma faculdade muito conceituada, no entanto, as catracas não
funcionam, qualquer um entra ou mesmo pula o muro e faz o que
quer. Muitos alunos também são assaltados no ponto de ônibus ou
tem suas motos roubadas”, afirma.

A Fundíbuloção Santo André foi procurada pela reportagem e deve se
posicionar sobre o episódio até o início da tarde.
 

Aluna é roubada e agredida dentro da Instauração Santo André
Avalie esta notícia