Benefícios INSS: Descontos do INSS nos Salários de 2020

Aposentadorias e muito mais

Descontos do INSS nos Salários de 2020: Veja os Descontos do INSS para os Salários dos Aposentados de 2020. Iniciados a partir do mês de Março/2020, todos os Salários dos Trabalhadores que tem a sua Carteira Assinada, terão aplicados os novos descontos

Descontos do INSS nos Salários de 2020

Descontos de INSS nos salários de 2020. A partir de março, os salários dos trabalhadores com carteira assinada terão aplicados os novos descontos das contribuições previdenciárias instituídos pela reforma da Previdência. A diferença será percebida no pagamento de abril.

INSS – Instituto Nacional do Seguro Social é uma autarquia do Governo do Brasil vinculada ao Ministério da Economia que recebe as contribuições para a manutenção do Regime Geral da Previdência Social

Com a nova tabela, se cria alguns descontos. E esses descontos, que serão aplicados à cada fatia do Salário e vai Reduzir a uma quantia de quase R$ 45 (quarenta e cinco reais) o valor do salário que alguns trabalhadores pagam hoje ao INSS.

É o caso de quem recebe R$ 3.000 (três mil).

Principais Mudanças da Reforma

Principais Mudanças da Reforma da Previdência de 2019 ou Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro  para os trabalhadores do INSS. A regra permanente estabelece idade mínima de 62 anos (mulher) e 65 anos (homem)

Já quem tem salário acima do teto da Previdência, R$ 5.839,45 atualmente, vai pagar R$ 40,21 a mais por mês. Confira ao lado em qual alíquota seu salário se encontra e seu novo valor de contribuição.

As contribuições são obrigatórias e descontadas diretamente no salário dos trabalhadores para que tenham acesso a benefícios do INSS como Aposentadoria, salário-maternidade, auxílio-doença e auxílio-acidente, entre outros.

Benefícios do INSS como

  • Aposentadoria,
  • Salário-Maternidade,
  • Auxílio-Doença e
  • Auxílio-Acidente,
  • entre outros

Cálculo dos Descontos

Após o pagamento da contribuição previdenciária, é feito o recolhimento do Imposto de Renda, que também é obrigatório e mensal. Os percentuais variam de 7,5% a 27,5%, a depender do salário recebido.

Trabalhadores que ganham até R$ 1.903,98 são isentos do imposto.
No cálculo há ainda a dedução do valor de R$ 189,59 para cada dependente que o segurado tiver.

Depois de levantar todos os descontos oficiais, é preciso abater do salário do profissional benefícios como vale-refeição, vale-transporte, vale-cultura e coparticipação no plano de saúde, por exemplo.

  • Vale-Refeição,
  • Vale-Transporte,
  • Vale-Cultura e
  • Coparticipação no Plano de Saúde,
  • por exemplo

Empréstimo consignado, faltas não justificadas, Pensão Alimentícia e Contribuição Sindical também são autorizados por lei a serem descontados no salário.

Calculando todos os descontos, o trabalhador chega ao seu salário líquido, que é o valor real do que vai receber na conta após o mês trabalhado.

Salário Abocanhado

A seguir, veja e confira todos os novos Descontos do INSS,

  • A Reforma da Previdência de 2019 ou Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro alterou também o valor das contribuições pagas pelos trabalhadores ao INSS
  • Os novos Descontos da Contribuição Previdenciária
    • Feitos nos salários dos trabalhadores todos os meses, começarão a ser aplicados sobre o salário de março, que em geral é pago em abril
  • A nova tabela também muda os pagamentos dos contribuintes autônomos e prestadores de serviços, que fazem os recolhimentos pelo carnê

Mudanças e Alterações

  • A nova tabela cria Descontos que serão aplicados em cada fatia do salário
  • Quem recebe acima do teto do INSS contribui sobre esse valor máximo

Valor do Salário Mínimo do ano de 2020

R$ 1.039 (um mil e trinta e nove reais)

Qual será o Desconto:
  • Até um Salário Mínimo
    • 7,5% (sete e meio)
  • Acima ou mais de um Salário Mínimo até R$ 2.000:
    • 09% (nove)
  • De R$ 2.000,01 a R$ 3.000: 
    • 12% (doze)
  • De R$ 3.000,01 até o teto (de R$ 5.839,45, em 2019):
    • 14% (quatorze)

As alíquotas efetivas, porém, são um pouco diferentes:

  • Até um salário mínimo:
    • 07,5% (sete e meio)
  • Acima de um salário até R$ 2.000:
    • 07,5% a 08,25%
  • De R$ 2.000,01 a R$ 3.000:
    • 08,25% a 09,5%
  • De R$ 3.000,01 até o teto:
    • 09,5% a 11,69%

Veja as Contribuições por Faixa Salarial

IMPOSTO DE RENDA

  • O desconto do Imposto de Renda é obrigatório e feito mensalmente nos salários de quem tem carteira assinada
  • O cálculo do IR é feito depois de descontado o valor da contribuição previdenciária ao INSS. Valores até R$ 1.903,98 são isentos do imposto

Além do INSS e do IR, o salário do trabalhador sofre outros descontos, como a coparticipação em plano de saúde e o valor do vale-transporte

Calcule o seu Salário

  • 1º passo
    • Subtraia o valor da sua contribuição ao INSS
  • 2º passo
    • Do resultado, aplique a dedução para cada dependente
  • 3º passo
    • Com o resultado encontrado, verifique na tabela do IR em qual faixa de descontos você está
  • 4º passo
    • Aplique o percentual correspondente à sua renda, após esses descontos. Depois, subtraia desse valor a parcela que precisa deduzir e descubra o desconto do IR

Por último passo

Pegue o valor do seu salário já com desconto do INSS e subtraia o desconto do IR

aposentadoriaAposentadoriasBenefícios INSSDescontos do INSSINSSPrevidência Social