Aniversário de São Paulo – Saiba Mais Sobre

Aniversário de São Paulo – Saiba Mais Sobre
5 100% 1 voto

Nesta sexta-feira (dia 25 de Janeiro), foi aniversário da cidade São Paulo, a cidade faz aniversário de aproximadamente 465 anos. Esse dia é considerado feriado municipal, e como comemoração a cidade promove algumas atrações como shows, exposições de arte, entre outros.

Para saber mais sobre a importância desse feriado, continue lendo este artigo.

Aniversário de São Paulo – A História da Capital

A cidade de São Paulo nasceu como uma missão jesuítica, seus primeiros habitantes incluíam indígenas e europeus. No dia 25 de janeiro de 1554, os padres José de Anchieta e Manoel da Nóbrega tomaram a decisão de criar uma escola para que pudessem alfabetizar e catequizar os índios.

A cidade que hoje conhecemos, aflorou em volta dessa escola que ficava no alto da colina em Piratininga. São Paulo hoje destaca-se como uma cidade comercial, seu ápice histórico reserva o ciclo do café e da industrialização, e por isso hoje, é a economia mais sólida do país.

Aniversário de São Paulo – A Importância da Cidade

Um relatório realizado pela BBC NEWS em 2014 relatou que São Paulo é a cidade mais influente da América Latina. A capital ocupava o vigésimo terceiro lugar no ranking, ficando empatado com Madrid, Melbourne, Boston, Bruxelas e Dallas-Fort Worth.

O ranking levou em consideração diversidade, investimento estrangeiro, matriz de empresas, produção de serviços, comodidades financeiras, tecnologia, mídia, conectividade aérea e domínio industrial.

Além disso, São Paulo tem o maior PIB (Produto Interno Bruto) entre as cidades brasileiras.

Aniversário de São Paulo – Atrações

Muse Do Futebol
Museu Do Futebol

Além de seu impactante valor econômico, a cidade de São Paulo também é rica em cultura: os museus de São Paulo são passeios pela história do Brasil, por isso selecionamos três atrações para você, sua família e amigos colocarem no plano de visitas. Mais museus estão no site do governo de São Paulo.

Pinacoteca do Estado

O museu é lugar perfeito para os amantes de arte, principalmente estudantes, pois as visitações a esses lugares podem ser utilizadas como horas complementares, unindo o útil ao agradável.

A Pinacoteca possui aproximadamente 4 mil peças. O acervo da Pinacoteca do Estado traz trabalhos de artistas paulistas como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino e Oscar Pereira da Silva, além de também abrigar obras representativas de Cândido Portinari, Anita Malfatti, Victor Brecheret, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti.

Atualmente também acomoda importantes exposições, por exemplo as de Rodin e Miró. O Pavilhão das Artes, localizado no Parque do Ibirapuera, também faz parte da Pinacoteca do Estado.

Museu Paulista

Esse museu é perfeito para amantes da história da arte (ramo de estudos que foca em analisar e entender as criações humanas com conceito estético), como:  arquitetura, dança, escultura, música, pintura, poesia, entre outros.

O Museu Paulista, ou Museu do Ipiranga, tem um acervo com mais ou menos 150 mil itens, nele estão coleções de objetos, mobiliários e obras de arte relevantes historicamente. A Independência do Brasil é muito representada.

Inaugurado em 1895, é o mais antigo museu público de São Paulo. Desde agosto de 2013, o museu está fechado para o público

“para obras, restauros e reparos”.

A previsão de reabertura é 2022.

Museu do Futebol

Os fanáticos pelo futebol brasileiro irão adorar este museu, pois o visitante pode entender como um esporte inglês, de elite e praticado por brancos, ganhou novas características e se tornou brasileiro, popular e mestiço, como a própria cultura brasileira.

Com emoção, história e diversão, mostra que futebol é arte, além de apresentar o impacto do esporte na vida das pessoas. Copas do mundo são bem representadas e explicadas!

História Pura

Os padres jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega subiram a Serra do Mar, nos idos de 1553, a fim de buscar um local seguro para se instalar e catequizar os índios. Ao atingir o planalto de Piratininga, encontraram o ponto ideal. Tinha “ares frios e temperados como os de Espanha” e “uma terra mui sadia, fresca e de boas águas”.

Os religiosos construíram um colégio numa pequena colina, próxima aos rios Tamanduateí e Anhangabaú, onde celebraram uma missa. Era o dia 25 de janeiro de 1554, data que marca o aniversário de São Paulo. Quase cinco séculos depois, o povoado de Piratininga se transformou numa cidade de 11 milhões de habitantes. Daqueles tempos, restam apenas as fundações da construção feita pelos padres e índios no Pateo do Collegio.

Piratininga demorou 157 anos para se tornar uma cidade chamada São Paulo, decisão ratificada pelo rei de Portugal. Nessa época, São Paulo ainda era o ponto de partida das bandeiras, expedições que cortavam o interior do Brasil. Tinham como objetivos a busca de minerais preciosos e o aprisionamento de índios para trabalhar como escravos nas minas e lavouras e com saúde precária.

Em 1815, a cidade se transformou em capital da Província de São Paulo. Mas somente doze anos depois ganharia sua primeira faculdade, de Direito, no Largo São Francisco. A partir de então, São Paulo se tornou um núcleo intelectual e político do país. Mas apenas se tornaria um importante centro econômico com a expansão da cafeicultura no final do século XIX. Imigrantes chegaram dos quatro cantos do mundo para trabalhar nas lavouras e, mais tarde, no crescente parque industrial da cidade. Mais da metade dos habitantes da cidade, em meados da década de 1890, era formada por imigrantes.

IBGE Brasil

Aproveite que nesta sexta-feira (25), as linhas de metrô e CPTM fecharão as 1h da manhã!