Apresentado, Pratto revela conselhos de Bauza para ir ao São Paulo

0
63

Lucas Pratto foi, enfim, apresentado pelo São Paulo. Depois de
comparecer ao Morumbi antes da goleada sobre a Ponte Preta no
último domingo, o atacante argentino recebeu nesta
segunda-feira (13) a camisa 14 das mãos do presidente Carlos
Augusto de Barros e Silva, o Leco, e revelou conversas com
Edgardo Bauza, ex-técnico tricolor e hoje na seleção
argentina, antes do acerto.

“Obviamente estava em um clube muito bom, como era o
Atlético-MG, mas a proposta do São Paulo me agradou muito, pela
magnitude do clube, pelo projeto de conseguir títulos
importantes… Por mais que não jogue Libertadores, vamos jogar
a Copa Sul-Americana, Campeonato Brasileiro, que é
importantíssimo… Também conversei com o Patón
(Bauza) e a comissão técnica (da seleção argentina), que
me deu muitas boas referências sobre o clube”, revelou durante
sua apresentação.

Pratto também fez questão de acalmar a ansiedade do torcedor
são-paulino, que já esperava pelo atacante na próxima
quarta-feira, no clássico contra o Santos, na Vila
Belmiro. 

 

“Acho difícil jogar quarta-feira por uma questão de
documentação. Já tinha jogado dois jogos (pelo Atlético-MG),
estou 100%, mas ainda não falei com o Rogério (Ceni) sobre
quarta, já que ele já sabe que não poderá contar comigo. Agora
tenho que colocar minha cabeça no lugar, me adaptar com meus
companheiros e me preparar para mais para frente”, completou.

 

“Os procedimentos legais não serão feitos antes de
quarta-feira. Então já não contamos com ele. Quem sabe para o
final de semana, com um bom número de torcedores e uma grande
festa como fizemos ontem (domingo)”, acrescentou Leco.

 

A última partida de Pratto foi na vitória do Atlético-MG por 3
a 0 sobre a Tombense, pelo Campeonato Mineiro. No Galo, o
centroavante estava com o peso previsto para este início de
temporada (cerca de 85 kg), participou de todos os treinamentos
e seria titular contra o Joinville, na última quinta-feira (9),
pela Primeira Liga.

 

BOM INVESTIMENTO?

 

“O investimento foi feito de forma pensada e calculada. Havia
o desejo de ter o jogador há tempos e agora isso se
materializou. Ganhamos um montante com a venda do David
Neres, então o São Paulo está organizado. A contratação é
para crescimento do nosso futebol. Equipe forte é necessária
por todos os aspectos, dá alegria aos torcedores e o restante
é consequência”, disse Leco sobre a compra do jogador de 28
anos.

 

MERCADO FECHADO?

 

 

“O mercado não está fechado, nunca está, possibilidades estão
sempre abertas. A dinâmica da equipe pode pedir um novo
investimento. Não existe nada programado agora, mas
possibilidade sempre existe”, completou.

PVC: Pratto é maior que Calleri?

Apresentado, Pratto revela conselhos de Bauza para ir ao São Paulo
Avalie esta notícia