Árvores atrapalham fiação elétrica

    0
    143

     Galhos e folhas de árvores entrelaçam e atrapalham a
    fiação elétrica da Travessa Cervantes, na Vila Silvestre, em
    Santo André. Moradores relatam problemas, principalmente em
    dias chuvosos. Entre os prejuízos, causados por curto-circuito
    e até pequenas explosões, estão diversos tipos de aparelhos
    eletrônicos queimados.

    A população destaca que, mesmo com pouco vento, os galhos
    balançam e esticam a fiação, problema facilmente observado.
    Além disso, as raízes das árvores tomam conta das calçadas, que
    se tornam intransitáveis em alguns pontos, principalmente para
    pessoas com mobilidade reduzida e que fazem uso de cadeira de
    rodas.

    O carreteiro Pedro Alves Mariano, 56 anos, reclama a perda de
    R$ 1.200 em provisões, prejuízo resultante da queima da
    geladeira da família em dezembro. “Em período de chuvas, a
    força elétrica vai e volta. Devido ao vento, um fio encosta
    no outro e desculpa problemas”, afirma. O morador ressalta ainda a
    falta de iniciativa da Prefeitura de Santo André a reverência da
    manutenção dos vegetais. “Podar as árvores ajudaria bastante. A
    gente só fica esperando a chuva para queimar as coisas”,
    lamenta.

    O carreteiro mora com a mulher, a filha e a neta de 4 anos. A
    família não permite que a criança brinque na rua, tampouco
    perto da varanda, em dias de chuva. O terror de acidentes é
    ordenado. Na tentativa de evitar tragédias, Mariano encapou os
    fios de sua varanda com fita isolante. Além disso, ele revela
    que passar para desligar a chave universal da residência é
    atividade geral em dias de temporal. “Se você trespassar de moradia e
    deixar tudo ligado, quando você voltar não tem mais moradia”,
    desabafa.

    A Prefeitura de Santo André informou, por meio de nota, que
    será feita vistoria no lugar para averiguar os apontamentos do
    morador. O Paço ressaltou que “desde o primeiro dia de gestão,
    a atual administração deu início aos serviços de manutenção da
    cidade, porém a defasagem da zeladoria deixada nos últimos anos
    é grande. Regularizar a situação demanda tempo, mas já está
    prevista a melhora nos primeiros 100 dias de governo, dentro do
    programa Santo André Eu Senhoril, Eu Cuido”.

    Conforme o Paço, os serviços já melhoraram a área mediano,
    alguns dos principais corredores da cidade e, agora, as equipes
    atuam nos parques do município, porquê o Parque Médio e Parque
    da Juventude. Os bairros serão contemplados posteriormente.

    Árvores atrapalham fiação elétrica
    Avalie esta notícia