Aumento no número de casos de chuva turva em Santo André

0
166

O Semasa esclarece que, desde março, tem registrado o aumento
no número de casos de água turva ou vermelha, relatados por
usuários abastecidos por água fornecida à cidade pela Sabesp
através do Sistema Rio Grande.  Apesar da cor dissemelhante,
as análises de diversas amostras de água turva em Santo André
constataram que o líquido estava dentro dos parâmetros de
potabilidade, não apresentando risco para a população.

Vários questionamentos foram enviados à Sabesp, solicitando
explicações para o indumento, já que havia relatos semelhantes do
problema em São Bernardo do Campo e em Diadema, cidades
abastecidas pelo mesmo sistema. A Sabesp, porém, ainda não
tinha uma resposta conclusiva sobre o problema.

Nesta quarta-feira (26/4), porém, durante reunião com o
prefeito e vereadores de São Bernardo do Campo, o
superintendente da área Sul da Sabesp, Roberval Tavares de
Souza, explicou que o problema foi causado pela utilização de
um resultado químico no tratamento de água do Sistema Rio Grande,
que “levou ao carreamento de qualquer material nas redes mais
antigas”, causando a coloração dissemelhante.  

O relato foi publicado pelo jornal Diário do Grande ABC,
acrescentando que o caso será resolvido até 10 de maio, já que
o resultado químico foi trocado e a instabilidade já começou a
melhorar, segundo o superintendente da Sabesp.

Leia inferior trecho da matéria do jornal Diário do Grande ABC
sobre o problema.

No encontro, o superintendente da área Sul da empresa, Roberval
Tavares de Souza, alegou que a utilização de um resultado químico
na ETA (Estação de Tratamento de Água) Rio Grande teria causado
mudança na coloração da água fornecida aos consumidores da
cidade. “Tivemos problema de desestabilização na água tratada,
que levou ao carreamento de qualquer material nas redes mais
antigas. Esse é o motivo da coloração dissemelhante. (Mas)Não
existe risco para a população e a água é totalmente potável.
Trocamos o resultado químico e a instabilidade já começou a
melhorar”, ponderou o dirigente, ao comprometer-se que o caso
será resolvido até 10 de maio.

Aumento no número de casos de chuva turva em Santo André
Avalie esta notícia