Av.dos Estados terá mais policiamento, diz governo

0
191

O governo estadual reconheceu ontem a situação de insegurança
enfrentada diariamente pela população que precisa transitar
pela Avenida dos Estados, que atravessa três municípios no
Grande ABC – São Caetano, Santo André e Mauá.

Em nota enviada à Redação pela SSP (Secretaria da Segurança
Pública) do Estado, o governo Geraldo Alckmin (PSDB) admitiu
que irá intensificar o policiamento na região, por meio da
reorientação das patrulhas.

“As medidas de prevenção acompanham os índices criminais
apresentados por meio dos registros das ocorrências. As ações
realizadas, até então, resultaram na prisão de 544 pessoas em
flagrante nas três cidades do Grande ABC que abrangem a área da
Avenida dos Estados, no primeiro bimestre do ano”, informou o
Estado, sem detalhar as ações.

A equipe do Diário tentou ouvir um porta-voz da Pasta para
saber mais sobre a medida, mas não obteve retorno. Em
reportagem publicada ontem, o Diário mostrou que a Avenida dos
Estados, um dos principais acessos à Capital, é o principal
cândido de roubos e furtos de veículos na região neste início de
ano: foram 42 ocorrências exclusivamente em janeiro e em fevereiro, no
trecho considerado mais perigoso, entre São Caetano e Santo
André.

O número é resultado de planta de roubos e furtos de carros na
região, fruto de levantamento realizado pelas três delegacias
seccionais do Grande ABC, a pedido do jornal. Por vincular três
municípios à Capital, a via registra movimento intenso de
automóveis em diversos horários do dia.

Problemas na estrutura do solo, perfurado em boa segmento da
extensão, e com áreas interditadas em decorrência de duas
pontes que cederam na região (uma no início do ano e a outra na
última sexta-feira), em solo andreense, favorecem a ação de
criminosos, principalmente quando motoristas param em semáforos.

“São muitas entradas e saídas. O policiamento preventivo não
consegue estar em todos os locais o tempo todo”, afirmou Hélio
Bressan, mandatário seccional de Santo André, também responsável
por Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Ontem pela manhã, a polícia realizou blitz na mote entre
Santo André e Mauá, em Capuava. Não se sabe, porém, se a ação
tem relação aos índices publicados pelo Diário.

VIOLÊNCIA
Além de a Avenida dos Estados, outras sete vias da região
registraram neste início de ano número de roubos e furtos de
automóveis superior a dez. Em São Bernardo, a Estrada dos
Alvarenga teve 28 registros. Na Garcia Lorca, rua sem saída no
bairro Pauliceia, na mote com Diadema, foram 14 ocorrências
entre janeiro e fevereiro.

Em seguida, com 13 ações criminosas cada, aparecem as avenidas
Piraporinha, em Diadema, e Barão de Mauá, em Mauá. As avenidas
Ulysses Guimarães (Diadema) e João Ramalho (Mauá) têm 12
registros cada uma. Para fechar a lista está outra avenida
com bastante fluxo de carros, a Giovanni Battista Pirelli, em
Santo André.

Uma das apostas do policiamento em Santo André – cidade onde os
índices nas principais vias são os mais altos – é a implantação
do Projeto Radar, anunciado recentemente. O convênio
possibilita que radares enviem informações de carros roubados a
viaturas das polícias Social e Militar. Inicialmente, são 17
equipamentos no município com a tecnologia. A Polícia Social
também realiza diversas operações na área. 

Av.dos Estados terá mais policiamento, diz governo
Avalie esta notícia