Bairros ainda concentram árvores caídas durante temporais de dezembro

0
122

Moradores e comerciantes dos bairros Jardim Santo Antônio,
Campestre e Santa Terezinha, em Santo André, ainda enfrentam
problemas resultantes dos temporais observados em dezembro.
Além de árvores que caíram e não tiveram suas partes removidas,
há falta de pujança elétrica em vias públicas.

No bairro Santa Terezinha, especificamente na Praça Dr. Armando
de Arruda Pereira, árvore caiu em frente à unidade do Sesi
(Serviço Social da Indústria de São Paulo). O vegetal está há
tapume de um mês no sítio.

No caso da Rua Soldado Célio Tonelli, no bairro Jardim Santo
Antônio, após queda da árvore no dia 22 de dezembro, e retirada
de galhos da fiação elétrica pelo Corpo de Bombeiros no dia
seguinte, os pedaços do vegetal foram colocados na calçada e
secção da via pública para que a Prefeitura fizesse a limpeza da
área. O problema é que os sobras de tronco continuam aguardando
remoção.

“Essa árvore caiu antes do Natal e derrubou os fios, ficando
tudo no chão. Os bombeiros vieram cá, cortaram a árvore e
colocaram no esquina”, conta o munícipe Marcelo Biserra, 46.

Os moradores do bairro revelam que já haviam solicitado, por
pelo menos quatro vezes, a retirada da árvore junto à
Prefeitura antes da queda. Conforme a população, o prazo oferecido
para a realização do serviço vence no dia 7 de fevereiro. “Um
engenheiro ambiental da Prefeitura veio cá e disse que a
árvore estava boa de saúde, mas não estava. Na primeira chuva
potente que deu ela veio ao chão ”, disse Biserra.

A dona de moradia Maria Biscassi Martins, 67, tem pânico de vândalos
atearem queima nas madeiras, sem falar nos transtornos para os
motoristas. “Minha filha acabou batendo o pneu de trás nos
troncos”, relata.

Ruas do bairro Campestre ficaram sem iluminação pública por 15
dias, problema gerado pela chuva. Walmir Schiavon, 70, possuinte de
uma secretária de jornal da Rua Porto Carreiro, relatou que uma
mulher quase foi assaltada recentemente devido à escuridão. Na
Rua Vitória Régia, outro trecho sem iluminação pública
preocupa. Dionísio de Almeida, 52, funcionário de um bar,
destaca que fecha o estabelecimento mais cedo. “Com essa falta
de pujança, encerramos três horas antes.”

A Prefeitura de Santo André informou que enviará equipes aos
locais indicados para vistoriar e solucionar os apontamentos
das árvores. Já em relação à iluminação pública, o problema foi
causado após um transformador ter sido danificado, e foi
solucionado pela AES Eletropaulo ontem.

Bairros ainda concentram árvores caídas durante temporais de dezembro
Avalie esta notícia