Banda Lira de Santo André chega aos 100 anos

92

Crédito: Alex Cavanha/PSA
E lá se vão 100 anos. No próximo sábado (21), a Corporação Musical Lira de Santo André comemora o primeiro centenário de vida. Criada numa época em que a cidade iniciava o seu desenvolvimento, a Banda Lira, como é mais conhecida, é uma das mais antigas do Brasil, e tornou-se um verdadeiro patrimônio do município.Aos 81 anos, o maestro Claurício Cypriano preserva o amor e o carinho pela banda que comanda desde 1993. De acordo com o maestro, atualmente são 30 músicos que se revezam nas apresentações regulares em atividades em Santo André e em outras localidades do Estado de São Paulo. No repertório, músicas clássicas e populares internacionais e da música popular brasileira. Em 2017 foram 140 apresentações.Pioneira no ABC, a banda está com a agenda cheia neste mês de aniversário de Santo André, com apresentações realizadas, por exemplo, no Parque Central e em cerimônias de celebração pelos 465 anos da cidade. Para homenagear os 100 anos da corporação, a Câmara Municipal realizou na última quarta-feira (18) uma sessão solene.HISTÓRIAIntegrante mais antigo da corporação, João Madriano Filho acompanha os músicos desde 1953, quando tinha 11 anos. O braço direito do maestro Claurício, foi levado pelo pai, João Madriano, que integrou a banda de 1920 a 1993, e que não o deixou ser músico. Atualmente ele é o responsável pela parte administrativa.Segundo João, a Banda Lira teve origem nas famílias italianas que chegaram à cidade naquela época, fugindo da guerra. “Eles vinham para o Brasil com a ideia de ganhar algum dinheiro e retornar, mas como encontraram uma terra acolhedora, acabaram ficando e constituíram família”, comenta.O estatuto da corporação, de acordo com João Madriano, foi registrado na década de 1930, “quando Santo André era conhecida como a terra das chaminés fumegantes”. Passados 100 anos, a banda mantém o espírito familiar e tem orgulho em preservar esta característica.ORGULHOA corporação tem sede no Parque Antônio Fláquer (Ipiranguinha). No local, os músicos fazem os ensaios e se apresentam sempre no último domingo de cada mês, às 15h. “É um privilégio para Santo André e para todos os moradores ter uma corporação musical tão duradoura e querida como a Banda Lira. Que venham os próximos 100 anos!”, afirma a secretária de Cultura, Simone Zárate. “A Banda Lira tem uma trajetória que marca a história da nossa cidade, é um dos principais símbolos de Santo André, que nos orgulha e emociona. Este é o sentimento que deve nos conduzir à Santo André que queremos construir para o futuro: de trabalho, dedicação, amor e orgulho”, afirmou o prefeito Paulo Serra, que participou da sessão solene na última quarta-feira.A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Cultura, repassa a cada ano uma subvenção para a Banda Lira, que em 2018 será de R$ 110 mil, com previsão de ser disponibilizada no mês de maio. Por iniciativa da secretaria, um projeto que visa buscar recursos financeiros junto a empresas para um evento de comemoração dos 100 anos foi aprovado pelo ProaC-ICMS (Programa de Apoio à Cultura – ICMS), da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. Com isso, os representantes da banda poderão captar recursos no valor de R$ 149 mil para o evento.

Banda Lira de Santo André chega aos 100 anos
5 100% 2 votes