Brunão só estará iluminado em março

0
89

O torcedor do Santo André terá de redobrar a paciência e
esperar até março para ver o time outra vez atuando à noite no
Estádio Bruno Daniel. O prazo anterior, de fevereiro, foi
reajustado por conta do tempo que os fornecedores têm para
entregar o material à Prefeitura. Na próxima semana, porém,
será possível ver a instalação das duas primeiras torres de
iluminação.

“Os refletores precisam estar 40 metros de profundidade em relação ao
campo e o Bruno Daniel é dissemelhante, um lado é mais cimalha. As
torres da segmento de cima já foram compradas e em dez dias
faremos a instalação. Já as de ordinário, são muito maiores porque
as bases estão aquém do gramado e ainda não estão prontas”,
explicou Vitor Mazetti, secretário contíguo de manutenção e
serviços urbano da Prefeitura.

As primeiras duas torres custaram R$ 936 milénio e as demais
aproximadamente R$ 1,2 milhão. O orçamento conta ainda com
instalação de 68 refletores em cada estrutura, que custarão em
torno de R$ 2,3 milhões, ou seja, o projeto está orçado em
muro de R$ 4,5 milhões.
O sistema funcionará com geradores alugados. “Temos dois
equipamentos e vamos contratar mais quatro para os dias de
jogos. É muito mais barato e seguro, já que para descrever com o
fornecimento de vigor padrão teríamos de contratar
mensalmente pacote de subida tensão, sendo que usamos os
refletores quatro ou cinco vezes por mês e os jogos são
marcados com antecedência. Os estádios mais modernos do País
trabalham dessa maneira justamente por conta do dispêndio”,
ressaltou Vitor.

A potência será de 1.000 lux (unidade de medida do fluxo
luminoso) por metro quadrilátero, ou seja, 200 lux a mais do
exigido pela Federação Paulista e suficiente para sediar
qualquer jogo de competição vernáculo. Caso necessário, a
estrutura comporta até 2.000 lux, exigido para a Libertadores,
por exemplo.

OUTROS SETORES
A Prefeitura vai entregar pelo menos um dos dois elevadores até
a estreia do Santo André no Paulistão, dia 4, às 10h, contra o
Ituano. O equipamento, porém, só vai atender até o torrinha da
diretoria, mas a promessa é que a partir do segundo jogo esteja
totalmente funcionando.

Na segmento dos vestiários, só o do Ramalhão ficou pronto e os
visitantes usarão a estrutura antiga. O restante não tem data
definida para ser entregue. (Colaboraram Daniel Macario e
Fábio Martins) 

Brunão só estará iluminado em março
Avalie esta notícia