Cameratas – Villa-Lobos em violino e voz no Sesc Santo André

Projeto Cameratas apresenta Villa-Lobos em violino e voz
Crédito: divulgação
A série Cameratas leva atrações de câmara ao Sesc Santo André, sempre no último domingo de cada mês, ao meio-dia. Neste ano, a curadoria conta com a participação da jornalista Camila Frésca. Abrindo a temporada 2018, “Villa-Lobos em violino e voz” celebra Heitor Villa-Lobos com obras escritas para voz e violino – algumas delas raramente apresentadas em salas de concerto. Para isso, foram convidados os músicos Caroline De Comi (soprano), Cláudio Cruz (violino) Nahim Marun (piano) e Rafael Frazzatto (violoncelo).Soprano atuante não apenas no repertório operístico como na música de câmara e contemporânea, Caroline De Comi é uma das mais versáteis cantoras da nova geração. Cláudio Cruz é violinista brasileiro com grande destaque no cenário atual, além de um destacado regente de carreira internacional. O pianista Nahim Marun é descendente da grande tradição do piano brasileiro, detentor de prêmios em importantes concursos e ainda um pesquisador da música brasileira. O jovem violoncelista Rafael Frazzatto é um talento da nova geração que atualmente integra a Academia da OSESP.Excetuando-se a seleção final de canções, as obras que compõem este concerto datam das décadas de 1910 e 1920. De forma sintética, as principais características da música de Villa-Lobos nesse período foram: a grande influência do impressionismo e da música francesa na virada do século; o início de uma composição com elementos da música popular e tradicional brasileira; a experimentação e grande liberdade de um compositor que estava formando sua personalidade musical.A primeira característica fica patente na obra que abre o programa, a Sonata fantasia n.1, que leva inclusive um subtítulo em francês. Já as três Canções típicas brasileiras mostram Villa-Lobos dialogando com as tradições africana, sertaneja e indígena. O Choros bis é um instigante duo para violino e violoncelo que integra um das mais importantes conjuntos de obras de Villa-Lobos, os Choros, no qual ele se dedicou na década de 1920 e que incluem tanto pequenas obras camerísticas quanto peças para grandes formações orquestrais. Na Suíte para canto e violino, composta em Paris, podemos acompanhar as experimentações de Villa-Lobos, que escreveu sob o impacto do que de mais novo se fazia na capital francesa, como as obras de Stravinsky. Esse mesmo espírito de experimentação já está presente em O martírio dos insetos, conjunto de três peças de grande originalidade e que exigem alta virtuosidade do violinista. Finalmente, as quatro canções que encerram o espetáculo estão entre as mais conhecidas e admiradas de Villa-Lobos. E aqui, uma surpresa para o público: elas serão apresentadas numa versão especialmente encomendada para este concerto, em arranjos para trio com piano e voz feitos pelo compositor Maurício De Bonis.O concerto do Cameratas “Villa-Lobos violino e voz” acontece no dia 25 de março, às 12h. Ingressos à venda nas Bilheterias da Rede Sesc. Valores em R$ 8,50 (Meia-Entrada) e R$ 17,00 (Inteira). O ingresso é gratuito para os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e seus dependentes com Credencial Plena, mediante retirada de ingresso no dia da apresentação na Bilheteria ou Loja Sesc da unidade Santo André.ProgramaObras de Heitor Villa-Lobos (1887-1959)Sonata fantasia n.1, “Desesperance” (1913), para violino e pianoDas Canções típicas brasileiras (1919), para voz e piano:Estrela é lua novaViola quebrada (letra: Mário de Andrade)Nozani-náChoros bis (1928) para violino e violonceloSuíte para canto e violino (1923):A menina e a canção (poema de Mário de Andrade)Quero ser alegreSertanejaO martírio dos insetos (1916-1925), para violino e piano:A cigarra no invernoO vagalume na claridadeA mariposa na luzSeleção de canções (em arranjo para trio com piano e voz de Mauricio De Bonis):Remeiro de São Francisco (1941; poema de Sodré Vianna)Veleiro (1958; poema de Dora Vasconcellos)A gatinha parda (1937; texto infantil popular do século XIX)Lundu da Marquesa de SantosServiçoCameratas – Villa-Lobos em violino e vozDia 25 de março, domingo, às 12h.No Teatro.Ingressos à venda nas Bilheterias da Rede Sesc.Valores em R$ 8,50 (Meia-Entrada) e R$ 17,00 (Inteira).O ingresso é gratuito para trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e seus dependentes com Credencial Plena, com retirada de ingresso no dia da apresentação na Bilheteria ou Loja Sesc.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais