Campanha do Pescado começa em seis pontos de Santo André

119

Crédito: Júlio Bastos/PSA
Com o objetivo de facilitar o acesso da população aos peixes durante a Semana Santa, a Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) deu início nesta quarta-feira (28) à tradicional Campanha do Pescado. Será possível comprar peixes de qualidade e boa procedência em seis pontos da cidade, localizados nos bairros Vila Guarani, Jardim Rina, Vila Metalúrgica, Vila Palmares, Vila Luzita e Vila Rica. Haverá campanha nesta quinta-feira (29), das 13h às 17h e no sábado (30), das 8h às 14h.Nas barracas da campanha é possível encontrar, por exemplo, cação, corvina, merluza, porquinho, pescada, sardinha congelada, curimba, e a tilápia, campeã de vendas no ano passado. De acordo com o comerciante Antonio Cândido, que há seis anos participa da Campanha do Pescado e está com uma barraca instalada na praça Lisboa, na Vila Palmares, a Tilápia tem muita saída porque, além do preço acessível (aproximadamente R$ 17 o quilo), é um peixe fácil de cozinhar e saboroso. Quem quer gastar muito pode optar também pela sardinha ou pela pescadinha, que custam também cerca de R$ 17 o quilo. Já o cação, também muito procurado, está entre os mais caros, custando R$ 28 o quilo.De acordo com Antonio Cândido, os preços tiveram uma pequena redução de cerca de 10% em comparação com o mesmo período do ano passado, embora tenham sofrido a alta que sempre acontece perto da Páscoa. “Estou com a esperança de vender mais do que em 2017, mas sei que vai ser difícil porque este ano a Páscoa cai no final do mês e as pessoas estão sem dinheiro”, comentou. Na Campanha do Pescado do ano passado foram comercializadas cerca de 3,6 toneladas de peixe.“Eu trabalho há dez anos com peixe na feira e há seis participo da Campanha do Pescado da Craisa. E nesses dias eu vendo mais do que na feira. Isso porque a barraca fica em locais de grande movimento na cidade”, afirmou o comerciante. O melhor dia de vendas, segundo Cândido, costuma ser a Sexta-feira Santa. “Espero vender uns 500 quilos na sexta”, calculou.Pesquisa de Páscoa – Para quem não abre mão de comer bacalhau na Sexta-feira Santa ou no Domingo de Páscoa, a pesquisa realizada pela Craisa com itens tradicionais desta época verificou uma diferença de em média 73% entre o quilo do bacalhau Zarbo, o mais barato, e o bacalhau do Porto, que é o mais caro. Segundo o levantamento, o quiilo do bacalhau Zarbo custa cerca de R$ 35, enquanto o quilo de bacalhau Porto custa em média R$ 60.Segundo o agrônomo da Craisa e coordenador da pesquisa, Fábio de Benedetto, no mercado brasileiro são chamados de bacalhau os peixes salgados e secos de cinco espécies diferentes: Cod Gadus Morhua (do Porto), Cod Gadus Macrocephalus, Saithe, Ling e Zarbo. “A espécie do peixe influencia muito no preço pois determina a aptidão culinária do bacalhau, ou seja, que tipo de prato ele é mais utilizado. Os preços do bacalhau variam também em função do tamanho original do peixe, da espessura do filé e da apresentação do produto”, explicou.A diferença de preço entre o chocolate em tablete e o chocolate ao leite em forma de ovo é outro resultado de destaque no levantamento da Craisa. Um quilo de chocolate ao leite em em forma de ovo é cerca de 150% mais caro do que o quilo do mesmo chocolate em barra.   Locais da Campanha do Pescado:                                                                                                                                                             1.        PRAÇA CACILDA BECKER – VILA GUARANI2.        R. CONSTANTE CASTELANI – JD. RINA (LOCAL DA FEIRA CONFINADA DE SÁBADO)3.        PRAÇA MARIO GUINDANI – VL. METALÚRGICA4.        AV. CAPITÃO MARIO TOLEDO DE CAMARGO COM ESTR. DO PEDROSO – VL. LUZITA5.        PRAÇA LISBOA – VL. PALMARES6.        ESTRADA DO PEDROSO NO TREVO EM FRENTE À PADARIA JARDIM RIVIERA – VL. RICA

Campanha do Pescado começa em seis pontos de Santo André
Avalie esta notícia