Carros nem foram lançados, mas F-1 começa o ano com peleja nos bastidores

0
145

Os carros da temporada 2017 da Fórmula 1 sequer foram apresentados, mas Ferrari e Mercedes já começaram uma peleja nos bastidores por um sistema de suspensão supostamente proibido utilizado pelos alemães.

A equipe italiana já protestou oficialmente na Federação Internacional de Automobilismo, mas a peleja deve estar longe do término.

Os questionamentos em relação à suspensão da Mercedes começaram ainda em 2014, quando a própria Ferrari conseguiu que a FIA banisse o chamado FRIC, sistema hidráulico que conectava as suspensões vanguarda e traseira, melhorando a segurança do coche e flexibilizando a asa vanguarda. Porém, o time teuto conseguiu formas de reproduzir essa tecnologia de outras maneiras, obtendo em torno de 0s2 de vantagem com isso.

Carros nem foram lançados, mas F-1 começa o ano com briga nos bastidores

Para o projeto deste ano, o projetista-chefe da Ferrari, Simone Resta, escreveu à FIA especificando o sistema que a Ferrari queria adotar e questionando o diretor de provas Charlie Whiting sobre a legitimidade disso. A resposta foi negativa, ou seja, se a Ferrari for adiante com as mudanças, seus carros serão considerados ilegais na prova de introdução da temporada, na Austrália, dia 26 de março. Isso serve também porquê alerta para as demais equipes, porquê a própria Mercedes, a saudação dos limites que serão tolerados pela federação.

As equipes têm menos de dois meses para trabalharem em seus carros antes do lançamento e dos primeiros testes, em uma temporada que traz diversas mudanças técnicas. A Mercedes confirmou nesta quarta-feira que vai apresentar seu padrão dia 23 de fevereiro – um dia antes da Ferrari.

Os carros vão à pista pela primeira vez dia 27 de fevereiro, no Volta da Catalunha, na Espanha. Serão duas baterias de quatro dias de testes antes do GP da Austrália.

Carros nem foram lançados, mas F-1 começa o ano com peleja nos bastidores
Avalie esta notícia