Claudinho celebra primeiro gol da curso pelo Ramalhão

    0
    126

    Claudinho, responsável do segundo gol do Santo André nos 2 a 0 sobre
    o Corinthians, sábado, na Redondel, tinha todos os motivos para
    festejar. Por fim, depois de um ano no futebol profissional,
    pela primeira vez ele tinha mandado a esfera para a rede. O
    vínculo que mantém com o Timão e que vai até 2020, porém,
    impediu que o jogador de 20 anos extravasasse. Ele unicamente
    levantou os braços e agradeceu a Deus pelo momento.

    “Foi meu primeiro gol uma vez que profissional. Em reverência ao
    Corinthians não comemorei”, explicou Claudinho. “Mas estou no
    Santo André e fiz de tudo para ajudar o time a transpor com a
    vitória”, acrescentou.

    Revelado no Santos, o atacante foi contratado pelo Timão em
    2015. Se destacou na Despensa São Paulo de Futebol júnior do ano
    pretérito, mas só teve uma chance nos profissionais, quando
    entrou aos 40 minutos do jogo contra o Linense, no
    Paulistão-2016. No segundo semestre, foi emprestado ao
    Bragantino, onde fez 20 jogos na Série B do Brasílio. Com
    portas fechadas no Timão, Claudinho foi emprestado ao Ramalhão
    até o término do Estadual.

    Apesar de suplente, Claudinho tem resolvido no Santo André. Na
    estreia do Paulistão, contra o Ituano, teve tudo para preceituar
    a viradela do Ramalhão, mas pecou na finalização, no último lance
    do jogo. Contra o Red Bull, em Campinas, deu assistência para
    Fernando Neto empatar o jogo por 1 a 1. E contra o Timão fez o
    gol.

    “Sempre trabalho muito poderoso para esperar a minha oportunidade.
    É bom deixar essa dúvida na cabeça do Toninho (Cecílio,
    técnico)”, disse ele, sobre a possibilidade de virar
    titular.
     

    Claudinho celebra primeiro gol da curso pelo Ramalhão
    Avalie esta notícia