Exame de Doppler Transcraniano: Saiba Mais

Avalie esta notícia

Exame de Doppler Transcraniano: Saiba Mais

Saúde ABC

O exame de Doppler Transcraniano (ou Ultrassom Transcraniano) caracteriza-se por ser um exame indolor, rápido e não invasivo, cujo procedimento consiste em um sistema de transmissão pulsada de ondas de ultrassonografia com baixa frequência, próximo à região que será examinada.

Continue a leitura desse texto para entender como é feito o exame, assim como suas indicações, entre outros.

O Exame de Doppler Transcraniano

O Exame de Doppler Transcraniano serve para avaliar a função cerebrovascular em tempo real, de modo que é capaz de medir a velocidade e as mudanças do fluxo sanguíneo nas artérias basais do cérebro. Este exame pode diagnosticar doenças como a estenose vascular focal ou encontrar sinais de embolia no interior das artérias.

Além disso, o Doppler também é capaz de avaliar se a saúde fisiológica de um território vascular está em dia, através de medições das alterações na pressão arterial, no nível de CO2, ou ativação cognitiva e motora.

Como Funciona o Exame de Doppler Transcraniano?

O nome Doppler Transcraniano surgiu com base no princípio do efeito Doppler, no qual as ondas de ultrassom emitidas atravessam o crânio e são refletidas pela movimentação de glóbulos vermelhos que ocorre dentro dos vasos intracerebrais.

A “frequência do desvio Doppler” classifica-se pela diferença na frequência entre as ondas emitidas e refletidas, que são diretamente proporcionais à velocidade do fluxo sanguíneo. Esta avaliação é utilizada para obter dados acerca da velocidade do fluxo sanguíneo, assim como outras características do fluxo dentro dos vasos sanguíneos.

exame de doppler transcraniano
exame de doppler transcraniano

Indicações do Exame de Doppler Transcraniano

Este exame tem a função de verificar a estrutura vascular cerebral quando há suspeita de problemas como o estreitamento das artérias basais do encéfalo, suspeita de hipertensão intracraniana e de morte encefálica.

O Doppler também serve para identificar sintomas como tonturas, vertigens, síncopes, doença vascular cerebral, e diagnosticar diversas doenças cerebrovasculares como o acidente vascular cerebral isquêmico agudo, vasoespasmos, hemorragia subaracnóidea, anemia falciforme, entre outros.

Este método é cada vez mais indicado e aplicado em diferentes áreas, e as pesquisas com ele estão sempre em expansão.

Realização do Exame de Doppler Transcraniano

Diferente do que acreditavam até o fim da década de 80, as ondas emitidas durante o ultrassom têm a capacidade de ultrapassar o crânio em sua integridade. Por este motivo, o exame também serve para analisar a circulação sanguínea dos vasos intracranianos.

O procedimento consiste em aplicar um gel nas têmporas, acima dos olhos, e na parte posterior do pescoço do paciente (que deve se encontrar sentado ou deitado). O aparelho de ultrassom é colocado nessas mesmas regiões, e tem o papel de identificar possíveis alterações degenerativas.

Em circunstâncias normais, o exame consegue visualizar estruturas encefálicas, como o mesencéfalo, os núcleos da base, tálamos e segmentos do sistema ventricular.

O Doppler Transcraniano pode ser repetido quantas vezes forem necessárias, sem causar nenhum risco à saúde do paciente. As únicas recomendações são a remoção de lentes de contato, brincos e acessórios metálicos antes do exame.

Agora que você já sabe como o exame funciona, agende sua consulta e cuide de sua saúde cerebral!

O post Exame de Doppler Transcraniano: Saiba Mais apareceu primeiro em Doppler Transcraniano.

Doppler Transcraniano Moema
Doppler Transcraniano: Médico de Doppler Transcraniano