Combate à violência contra profissionais de enfermagem em Santo André

0
203

Em 27 de maio, Santo André sediará um grande ato público de
combate à violência contra profissionais de enfermagem.
Pesquisa realizada pelo Coren-SP revelou que 77% dos
profissionais da área já sofreram violência no envolvente de
trabalho. Os pacientes e seus acompanhantes correspondem a
66,5% dos agressores, o que mostra a importância de
conscientizar a sociedade.

Em passeio, partindo da Praça do Carmo e com orientação ao
Parque IV Centenário, profissionais de enfermagem e estudantes
vestidos de branco e carregando faixas promoverão a cultura da
sossego, mostrando à população que a violência prejudica o
atendimento e não resolve os problemas dos sistemas de saúde.
“Não podemos encarar a violência porquê um tanto generalidade em nosso
cotidiano. Ela gera um ciclo que prejudica os profissionais e a
própria população”, diz a presidente do Coren-SP, Fabíola de
Campos Braga Mattozinho.

A atividade conta com o base da Secretaria de Saúde e da
Prefeitura de Santo André e tem a presença confirmada do
prefeito Paulo Serra.

Enfermagem Faz Segmento da Vida

Os profissionais de enfermagem – enfermeiros, técnicos,
auxiliares e obstetrizes – são fundamentais para a garantia de
uma assistência segura e de qualidade nos serviços de saúde.
Eles estão 24 horas por dia ao lado dos pacientes e em todas as
fases, desde o promanação, até os últimos dias de vida. A
Semana da Enfermagem, promovida entre 9 e 30 de maio pelo
Recomendação Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP), trará
atos públicos e debates que revelarão a importância da
categoria, com o tema “Enfermagem na Risca de Frente
Transformando o Zelo”.

O mote solene das comemorações em todo o Brasil é a Enfermagem
na Risca de Frente Transformando o Zelo. O estado de São
Paulo seguirá esse tema, adotando a frase “Enfermagem Faz Segmento
da Vida”, com atividades e palestras com grandes nomes da área.
As atividades serão realizadas no interno, Grande São Paulo,
litoral e capital.

A campanha destaca os momentos em que os profissionais de
enfermagem participaram da vida das pessoas, durante o
promanação de um rebento, por exemplo, em uma cirurgia, ou quando
um familiar querido esteve doente.

“A enfermagem é protagonista da assistência em saúde e está à
frente do cuidar. Precisamos mostrar a nossa importância à
sociedade, enfim, estamos presentes em todas as etapas do
atendimento, do começo ao termo da vida das pessoas”, ressalta
Fabíola de Campos Braga Mattozinho.

Violência Não Resolve

Lançada em 2015, a campanha Violência Não Resolve, do Coren-SP,
tem porquê objetivo combater a epidemia de violência praticada
contra profissionais de enfermagem no exercício da profissão. A
iniciativa visa conscientizar a sociedade e também dialogar com
gestores públicos e órgãos de segurança sobre a proteção e o
protecção das vítimas.

Jornada contra a violência – Santo André

Data:   27 de maio

Lugar:  Praça do Carmo – concentração na valva acústica
de Santo André e dispersão na Praça IV Centenário

ATIVIDADE – CAMINHADA

Ato público contra a violência aos profissionais de saúde.

PROGRAMAÇÃO

8h – Concentração dos participantes e organização inicial:
faixas de base, presença do SAMU, palavras de ordem por
megafone/som

 8h30 – Início

Trajectória:  Valva Acústica – Praça do Carmo / Calçadão da
Oliveira Lima / Senador Fláquer / Abílio Soares / Perimetral /
Paço Municipal – Praça IV Centenário

10h– Dispersão – Praça IV Centenário –

         
Varanda: termo das autoridades
presentes             

11h– Fechamento

Combate à violência contra profissionais de enfermagem em Santo André
Avalie esta notícia
Compartilhar