1d6e83d4bc2686e4cc9d3d2c0928a672.jpeg
1d6e83d4bc2686e4cc9d3d2c0928a672.jpeg
Consórcio articula ações para enfrentar violência contra as mulheres
Avalie esta notícia

Consórcio articula ações para enfrentar violência contra as mulheres

Mandetta faz ainda críticas à atual política de prevenção do HIV. “Temos que rever o padrão de comunicação. Essa linguagem claramente não está surtindo efeito”, afirma, sobre o avanço da epidemia entre jovens. Temos muito a mudar na Saúde em Nosso Pais.

O Grupo Temático Gênero e Masculinidades deu início nesta quarta-feira (23), durante reunião na sede do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, às ações visando a formalização de parcerias com a sociedade social e demais instâncias de governo. O objetivo do GT Gênero e Masculinidades é ampliar o alcance e a efetividade das políticas públicas de enfrentamento à violência contra a mulher.O coordenador do GT Gênero e Masculinidades, Eurico Marcos Jardim, destacou as ações sociais desenvolvidas pelo GT, em peculiar a Campanha do Laço Branco e o Curso de Gênero e Masculinidades, criadas no GT e que visam conscientizar os homens para o termo da violência contra as mulheres. “Precisamos estabelecer uma política de esclarecimento e de chamamento aos homens para que possam conviver em harmonia com a mulheres”, destacou Eurico.Livro cita cases e o Consórcio ABCDurante a reunião, o coordenador do GT Gênero e Masculinidades destacou o evento de lançamento do livro Governança Multinível e Desenvolvimento Regional Sustentável – Experiências do Brasil e da Alemanha, organizado por José Mario Brasiliense Carneiro e Klaus Frey e coordenação editorial de Eder Brito.“Desejamos que esses textos se tornem referência no desafio de compreensão de um campo ainda crescente e promissor. Cremos que a administração pública e a Ciência Política ainda podem se voltar com mais ímpeto para as questões da governança regional e do cooperativismo intermunicipal, ajudando a construir uma agenda que influenciará não apenas outras produções acadêmicas, mas os governos, partidos políticos e todas as esferas da sociedade civil organizada que acreditam nas possibilidades de uma reforma verdadeira do pacto federativo”, destacou um dos organizadores dos textos José Mario Brasiliense Carneiro.O Consórcio ABC e os demais atores responsáveis pela reorganização econômica, social, política, empresarial, ensino e da Saúde ganharam o capítulo 15 do livro: Região do ABC Paulista, Brasil; Histórico Fordista; Crise: Novas formas de governance e esforço de revitalização, além da reorganização industrial a partir de 1990, nas páginas 321 a 348. Destaque para todos os atores político-sociais e que promoveram o desenvolvimento de entidades e instituições do Grande ABC. E os autores trataram os atores regionais uma vez que os responsáveis pelo desenvolvimento da região. Com o intertítulo: As inovações institucionais com resposta à crise: o Consórcio Intermunicipal Grande ABC; a Câmara Regional do Grande ABC e a Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC.

Reunião contou com balanço das ações sociais desenvolvidas, em especial a Campanha do Laço Branco e o Curso de Gênero e Masculinidades. O Grupo Temático Gênero e Masculinidades deu início nesta quarta-feira (23), durante reunião na sede do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, às ações visando a formalização

Tudo Sobre a cidade de Santo André no grande abc paulista ou São Paulo Guia de Negócios.

Ou leia mais sobre todas as 7 cidades do Grande ABC Paulista.