Benefícios INSS: Descontos do INSS nos Salários de 2020

Aposentadorias e muito mais

Governo propõe que para cálculo de Aposentadoria no INSS tempo de afastamento não seja considerado

Descontos do INSS nos Salários de 2020: Veja os Descontos do INSS para os Salários dos Aposentados de 2020. Iniciados a partir do mês de Março/2020, todos os Salários dos Trabalhadores que tem a sua Carteira Assinada, terão aplicados os novos descontos

Descontos do INSS nos Salários de 2020

Descontos de INSS nos salários de 2020. A partir de março, os salários dos trabalhadores com carteira assinada terão aplicados os novos descontos das contribuições previdenciárias instituídos pela reforma da Previdência. A diferença será percebida no pagamento de abril.

INSS – Instituto Nacional do Seguro Social é uma autarquia do Governo do Brasil vinculada ao Ministério da Economia que recebe as contribuições para a manutenção do Regime Geral da Previdência Social

Com a nova tabela, se cria alguns descontos. E esses descontos, que serão aplicados à cada fatia do Salário e vai Reduzir a uma quantia de quase R$ 45 (quarenta e cinco reais) o valor do salário que alguns trabalhadores pagam hoje ao INSS.

É o caso de quem recebe R$ 3.000 (três mil).

Principais Mudanças da Reforma

Principais Mudanças da Reforma da Previdência de 2019 ou Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro  para os trabalhadores do INSS. A regra permanente estabelece idade mínima de 62 anos (mulher) e 65 anos (homem)

Já quem tem salário acima do teto da Previdência, R$ 5.839,45 atualmente, vai pagar R$ 40,21 a mais por mês. Confira ao lado em qual alíquota seu salário se encontra e seu novo valor de contribuição.

As contribuições são obrigatórias e descontadas diretamente no salário dos trabalhadores para que tenham acesso a benefícios do INSS como Aposentadoria, salário-maternidade, auxílio-doença e auxílio-acidente, entre outros.

Benefícios do INSS como

  • Aposentadoria,
  • Salário-Maternidade,
  • Auxílio-Doença e
  • Auxílio-Acidente,
  • entre outros

Cálculo dos Descontos

Após o pagamento da contribuição previdenciária, é feito o recolhimento do Imposto de Renda, que também é obrigatório e mensal. Os percentuais variam de 7,5% a 27,5%, a depender do salário recebido.

Trabalhadores que ganham até R$ 1.903,98 são isentos do imposto.
No cálculo há ainda a dedução do valor de R$ 189,59 para cada dependente que o segurado tiver.

Depois de levantar todos os descontos oficiais, é preciso abater do salário do profissional benefícios como vale-refeição, vale-transporte, vale-cultura e coparticipação no plano de saúde, por exemplo.

  • Vale-Refeição,
  • Vale-Transporte,
  • Vale-Cultura e
  • Coparticipação no Plano de Saúde,
  • por exemplo

Empréstimo consignado, faltas não justificadas, Pensão Alimentícia e Contribuição Sindical também são autorizados por lei a serem descontados no salário.

Calculando todos os descontos, o trabalhador chega ao seu salário líquido, que é o valor real do que vai receber na conta após o mês trabalhado.

Salário Abocanhado

A seguir, veja e confira todos os novos Descontos do INSS,

  • A Reforma da Previdência de 2019 ou Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro alterou também o valor das contribuições pagas pelos trabalhadores ao INSS
  • Os novos Descontos da Contribuição Previdenciária
    • Feitos nos salários dos trabalhadores todos os meses, começarão a ser aplicados sobre o salário de março, que em geral é pago em abril
  • A nova tabela também muda os pagamentos dos contribuintes autônomos e prestadores de serviços, que fazem os recolhimentos pelo carnê

Mudanças e Alterações

  • A nova tabela cria Descontos que serão aplicados em cada fatia do salário
  • Quem recebe acima do teto do INSS contribui sobre esse valor máximo

Valor do Salário Mínimo do ano de 2020

R$ 1.039 (um mil e trinta e nove reais)

Qual será o Desconto:
  • Até um Salário Mínimo
    • 7,5% (sete e meio)
  • Acima ou mais de um Salário Mínimo até R$ 2.000:
    • 09% (nove)
  • De R$ 2.000,01 a R$ 3.000: 
    • 12% (doze)
  • De R$ 3.000,01 até o teto (de R$ 5.839,45, em 2019):
    • 14% (quatorze)

As alíquotas efetivas, porém, são um pouco diferentes:

  • Até um salário mínimo:
    • 07,5% (sete e meio)
  • Acima de um salário até R$ 2.000:
    • 07,5% a 08,25%
  • De R$ 2.000,01 a R$ 3.000:
    • 08,25% a 09,5%
  • De R$ 3.000,01 até o teto:
    • 09,5% a 11,69%

Veja as Contribuições por Faixa Salarial

IMPOSTO DE RENDA

  • O desconto do Imposto de Renda é obrigatório e feito mensalmente nos salários de quem tem carteira assinada
  • O cálculo do IR é feito depois de descontado o valor da contribuição previdenciária ao INSS. Valores até R$ 1.903,98 são isentos do imposto

Além do INSS e do IR, o salário do trabalhador sofre outros descontos, como a coparticipação em plano de saúde e o valor do vale-transporte

Calcule o seu Salário

  • 1º passo
    • Subtraia o valor da sua contribuição ao INSS
  • 2º passo
    • Do resultado, aplique a dedução para cada dependente
  • 3º passo
    • Com o resultado encontrado, verifique na tabela do IR em qual faixa de descontos você está
  • 4º passo
    • Aplique o percentual correspondente à sua renda, após esses descontos. Depois, subtraia desse valor a parcela que precisa deduzir e descubra o desconto do IR

Por último passo

Pegue o valor do seu salário já com desconto do INSS e subtraia o desconto do IR

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais