Diego sofre lesão no joelho recta e Santo André contrata Roberto

0
105

Estorcegão no joelho recta vai alongar o goleiro Diego por ao
menos cinco semanas. Depois de se restabelecer de trombose e
fratura na canela direita, que praticamente impediram ele de
atuar pelo Santo André em 2016, o jogador sofreu novidade lesão e
vai perder segmento do Paulistão. Por conta disso, a diretoria
deve anunciar nos próximos dias a contratação de Roberto,
ex-Ponte Preta e Vasco, que defendeu o Água Santa na última
temporada.

Segundo o doutor Fábio Novi, Diego deve ser submetido a
artroscopia já na próxima semana. “Vamos fazer os exames
preparatórios para realizar o procedimento. Creio que em cinco
ou seis semanas ele tenha condições de voltar a jogar”,
explicou o médico, que descartou relação com a trombose sofrida
em 2016. “É uma lesão totalmente dissemelhante”, acrescentou.

Roberto, 37 anos, que acumula passagens por clubes portugueses
e estava no Mumbay City, da Índia, chega para ser suplente de Zé
Carlos, que conquistou a confiança do técnico Toninho Cecílio e
vem sendo o titular nos últimos treinos.

Hoje, a delegação do Santo André se despede de Vargem, onde
realizou a pré-temporada, logo após o amistoso marcado para as
10h, contra o Taubaté, que disputa a Série A-2. A novidade deve
ser o aproveitamento do atacante Edmílson, principal reforço da
equipe, que participará de segmento da atividade.

ESTÁDIO

O Bruno Daniel passou por vistoria do Corpo de Bombeiros ontem
e, segundo a Prefeitura, foi ratificado. O novo laudo de AVCB
(Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) será emitido na
segunda-feira e, na sequência, devem ser produzidos os laudos
de prevenção e combate a incêndios e o de segurança, levante
último de responsabilidade da Polícia Militar. Assim, a praça
esportiva estará liberada para receber os jogos do Paulistão.

O estádio também foi submetido a simulação de jogo. Tapume de
100 alunos do curso de soldado participaram da atividade, que
testou diversas situações de emergência envolvendo a segurança
da partida.

“Essa é uma inovação do 41º Batalhão, que cuida do Bruno
Daniel. Porquê o time está de volta para a Primeira Divisão e vai
receber os principais clubes do Estado, testamos tudo, desde as
situações normais, uma vez que a ingresso dos torcedores e das
delegações, revistas, o esvaziamento das arquibancadas, até as
anormais, uma vez que invasão de campo, que podem ocorrer. Temos de
estar preparados para tudo”, explicou o capitão Luiz Roberto
Moraes, que coordenou a atividade.

Durante a próxima semana, será realizada reunião no 41º
Batalhão, localizado no Jardim Stella, com integrantes da
diretoria do Santo André, da Prefeitura e das torcidas
organizadas para a produção de um termo de ajuste de
conduta para planejar as ações nos dias de jogos.

Diego sofre lesão no joelho recta e Santo André contrata Roberto
Avalie esta notícia