Discurso, aplausos e choro no vestiário. O último dia de Pratto no Atlético

0
92

Pedro Vilela/Getty Images

Pelo Atlético-MG, Lucas Pratto chegou à seleção argentina
pela primeira vez

Para o Atlético-MG, o atacante Lucas Pratto já faz parte do
passado. A direção alvinegra considera o negócio fechado, mas
deixou para o São Paulo a confirmação da transferência do
argentino. Os detalhes pendentes foram acertados na tarde dessa
quinta-feira (09), pouco antes do jogo com o Joinville, motivo
pelo qual o jogador não entrou em campo.

Mesmo com a negociação bastante avançada, Pratto foi
relacionado para o duelo válido pela Primeira Liga e estava
escalado como titular pelo técnico Roger Machado. O argentino
se concentrou na Cidade do Galo, passou o dia no CT do clube
mineiro e seguiu normalmente para o Independência. Chegando no
estádio, Pratto recebeu a confirmação do presidente do
Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, que o negócio estava fechado.

Naquele momento, ambos decidiram falar com a imprensa. Mas
antes de deixar o vestiário, Lucas Pratto fez um discurso de
agradecimento aos companheiros de clube. Muitos dos presentes
ali fizeram parte da rotina diária de trabalho do atacante, que
ficou por 25 meses em Belo Horizonte. Ao término da fala de
Pratto, aplausos dos companheiros e choro do agora
ex-atleticano, que naquele momento ainda estava usando o
uniforme de concentração do Atlético.

"O Lucas, além de um grande jogador, é uma grande pessoa. Ele
se emocionou aqui no vestiário. Mas são coisas do futebol. Ele
quer jogar a Copa do Mundo, então não poderia brigar por uma
posição aqui. Precisa ser titular absoluto no clube, pois já
briga por posição na seleção", comentou Rafael Moura, que
certamente vai ser um dos grandes beneficiados com a transação,
já que se torna o reserva imediato de Fred.

Entre aqueles que conviveram mais tempo com Pratto está o
goleiro Victor. O camisa 1 do Atlético revelou que a velocidade
na negociação pegou a todos de surpresa.

"Realmente aconteceu de forma muito rápida. A gente sabia de
alguns rumores, mas a confirmação foi no vestiário mesmo. Nós
lamentamos, pois é um grande jogador e um amigo. Falei isso
para ele no vestiário, por mais que tenha encerrado esse ciclo
dele no vestiário, leva nosso carinho e respeito".

Após pouco mais de dois anos, Lucas Pratto deixa o Atlético com
107 partidas disputadas e 42 marcados, o que faz dele o
estrangeiro que mais vezes fez gols pelo clube. Título foi
apenas um, o Campeonato Mineiro de 2015. Uma grande conquista,
algo que o jogador lamentou não ter conseguido durante passagem
por Minas Gerais, esteve bem perto em duas oportunidades, com
os vices do Brasileirão, de 2015, e da Copa do Brasil, do ano
passado. Desempenho que rendeu a primeira convocação para a
seleção argentina.

Discurso, aplausos e choro no vestiário. O último dia de Pratto no Atlético
Avalie esta notícia