Educação de Jovens e Adultos de Santo André está com inscrições abertas

Educação de Jovens e Adultos de Santo André está com inscrições abertas :

Educação de Jovens e Adultos de Santo André está com inscrições abertas









Crédito: Alex Cavanha / Prefeitura de Santo André




Quem tem mais de 15 anos e parou de estudar entre o 6º e o 9º ano, mas quer concluir o Ensino Fundamental, pode se inscrever até 23 de março nas turma de EJA II (Educação de Jovens e Adultos) deste ano. Para quem não está alfabetizado ou parou no Ensino Fundamental I, ou seja, entre o 2º e o 5º ano, as inscrições também estão abertas, mas nesse caso é possível se inscrever o ano todo.

O curso na EJA tem carga horária reduzida em comparação ao ensino regular, permitindo que o estudante conclua os estudos na metade do tempo. Cada etapa dos estudos – EJA I (do 2º ao 5º ano) e EJA II (do 6º ao 9º ano) – pode ser concluída em dois anos.

As aulas de 2021 acontecerão de maneira remota e passarão a ser híbridas assim que as aulas presenciais retornarem na rede municipal. Quem não tem acesso à internet pode retirar todo o material impresso para fazer as atividades em casa.

“No começo achei que era um bicho de sete cabeças ter que acompanhar as aulas remotas. Afinal, se é difícil aprender na sala de aula, imagina pelo celular, eu pensava. Mas eu continuei. Fui lá, peguei as apostilas, passei a fazer os exercícios e esclarecer minhas dúvidas pelo celular com os professores, que estão sempre prontos para ajudar”, contou a aluna Joselice de Jesus Santos Teixeira, de 59 anos, que neste ano irá concluir o Ensino Fundamental em uma turma da EJA de Santo André.

Dona Joselice de Jesus Santos Teixeira é uma dessas pessoas que não desistiu do sonho de terminar o Ensino Fundamental. “Eu sempre quis acabar os estudos, mas nunca cheguei a frequentar uma escola. Agora que eu já formei duas filhas na faculdade, percebi que tinha chegado a hora de eu cuidar de mim”, contou.

Joselice nasceu na Bahia, em junho de 1961. Em 1977 tentou estudar, matriculando-se no antigo Mobral (Movimento Brasileiro de Alfabetização), extinto programa do Governo Federal para combater o analfabetismo. Mas não ficou por muito tempo, pois tinha que ajudar no sustento da família. Conseguiu voltar a estudar apenas em 2018, quando se matriculou na EJA de Santo André.

“Na EJA eu me encontrei. Fui muito bem acolhida pelos professores, que são como amigos, estimulam a gente a seguir em frente e estão muito bem preparados para ensinar a nós, que somos mais velhos. Sem contar o cuidado com a nossa auto-estima”, acrescentou. Joselice diz estar tão feliz e realizada, que ajuda o quanto pode os colegas, com incentivos para que não desistam.

“Eu sempre fiz questão de apoiar e incentivar quem está cansado ou desanimado, querendo desistir. Porque existe um ponto na vida que a gente acha que já fez tudo e acaba se anulando. Não podemos deixar isso acontecer”, frisou.

Atualmente existem salas de EJA em 19 Emeiefs (Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental) e cinco Centros Públicos de Formação Profissional. Nos cinco Centros Públicos (EJA I e EJA II) e em cinco Emeiefs (EJA II), o Ensino Fundamental está integrado ao ensino profissionalizante.

Para fazer matrícula é necessário apenas procurar a unidade com EJA mais próxima de casa com os seguintes documentos: cópia do RG, comprovante de endereço e histórico escolar. Caso a pessoa não possua histórico escolar, a escola ajudará a buscar as informações necessárias.

Para saber quais são as unidades com salas de EJA, ou obter mais informações, basta entrar em contato pelos telefones 4468-4296 ou 4468-4297.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies