Elaboração vai contribuir na relação com o Paço, diz Cicote

0
135

Eleito presidente da Câmara de Santo André no dia 1º, o
vereador Almir Cicote (PSB) considera que a composição firmada
para o pleito interno da mesa diretora, abrindo espaço à
bancada do PT, “vai contribuir muito na relação da oposição com
o governo do prefeito Paulo Serra (PSDB)”. Com a articulação na
Moradia, o petismo terá duas cadeiras na formação, com Luiz
Alberto de vice-presidente e Bete Siraque uma vez que primeira
secretária. Para o socialista, coligado do tucano, esse “gesto do
PT foi importante para construção de novo padrão” de diálogo
com o Executivo. “Com críticas e fiscalização, mas tendo
intuito de contribuir, não travar (o curso).”

Os parlamentares petistas tiveram pouca participação em
comissões permanentes importantes na legislatura anterior, muito
uma vez que na mesa, justamente no período de atuação do governo do
correligionário Carlos Grana (2013-2016). Integrante do conjunto
contrário à gestão passada, Cicote afirmou que a lado
oposicionista possui todo recta de fazer esse papel,
entretanto, sugeriu que o formato construído na eleição da
presidência do Legislativo, preservando a independência entre
os poderes, pode facilitar neste convívio em um primeiro
momento. “O consenso (os 21 votaram na placa única) demonstrou
maturidade dos vereadores do PT e do nosso lado, além da
vontade de dialogar e de ajudar.”

Por conta do tamanho da bancada, o base da lado era considerado
fundamental para o resultado da mesa. Apesar da guia do
projeto majoritário do PT, encabeçado por Grana, a bancada do
partido foi mantida na Câmara, sendo a maior em
representatividade, composta por cinco parlamentares, e somente
uma alteração: José Montoro Rebento, o Montorinho, que teve a
candidatura indeferida, deixa a Moradia e dá lugar a Willians
Bezerra.

Na legislatura anterior houve debates acalorados no plenário em
virtude de projetos e também pela questão eleitoral. “Eles
entenderam que era importante mudar a forma de disputa do
pretérito, de acirramento. Nós também entendemos a relevância de
penetrar esse diálogo, fabricar a unidade com a participação deles”,
reforçou. Nos últimos 20 anos, o petismo foi oposição nos
quatro anos de gestão Aidan Ravin (PSB, 2009-2012).

Elaboração vai contribuir na relação com o Paço, diz Cicote
Avalie esta notícia