Empresa vende software de pesquisa para a Colômbia

Avalie esta notícia

Criada em 2012 em Santo André, a empresa Tecmobile exporta, desde 2016, softwares para a Colômbia. “No início, trabalhávamos com aluguel de tablets para empresas que desejassem realizar algum tipo de pesquisa, mas na época, não existia nenhum programa adaptado para o mobile”, conta o proprietário Evandro Barros, que atuou na área de Direito corporativo por 14 anos na Termomecanica.
Enxergando oportunidade no mercado, o empresário contratou especialistas em programação para desenvolver softwares personalizados para seus clientes. “A organização ou o instituto de pesquisa nos envia o questionário e montamos o programa e enviamos os tablets na localidade escolhida”, explica.

A partir de então, com o crescimento dos negócios, a média três dígitos por ano, Barros decidiu internacionalizar e abriu unidade na Colômbia. “Tive contato com a InvesteSP (Agência Paulista de Promoção de Investimentos) em fevereiro de 2016, pois tinha a ideia de levar o negócio à Colômbia, mas não sabia como. Neste ponto, a InvesteSP foi fundamental”, conta, “Lá eles estão ‘um passo atrás’ de nós em relação à modernidade.” Em menos de dois anos, a operação colombiana já dobrou o faturamento. Aqui, no ano passado, mesmo com a crise, a alta apurada foi de dois dígitos.
Atualmente, todos os softwares vendidos para os colombianos são importados da matriz brasileira. Inclusive a complexidade tecnologia do produto é alta. A Tecmobile mantém estrutura compartilhada: no Brasil, equipe de dez pessoas cuida das finanças e área de TI, por exemplo, enquanto na filial são duas pessoas, uma para área comercial e, outra, na operacional.