Exposição “O Que Está Em Nós: o Salão e a Arte Contemporânea Brasileira”

0
168

Exposição apresenta 44 trabalhos de
artistas que já participaram do Salão de Arte Contemporânea Luiz
Sacilotto

Crédito: Ricardo Trida/PSA

A partir desta quarta-feira (22) o Salão de Exposições do Paço
Municipal recebe a exposição “O Que Está Em Nós: o Salão e a
Arte Contemporânea Brasileira”. São 44 trabalhos de artistas
que participaram do Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto,
que em 2017 chega à 45ª edição. Esta é uma oportunidade para o
público conferir trabalhos de nomes porquê Humberto Espíndola,
João Suzuki, Sérgio Romagnolo, entre outros, enquanto aguarda a
preâmbulo da exposição deste ano, prevista para o dia 8 de
abril, no aniversário da cidade. A agenda desta semana tem
ainda apresentação do Projeto Samba Solidário e exposição na
Sala Peculiar do Museu. Confira a seguir

Desde a primeira edição, em 1968, o Salão caracterizou-se por
evidenciar a produção artística não só da região do Grande ABC,
mas de todo o Brasil. Segundo o organizador da exposição, Nilo
de Almeida, os trabalhos dos artistas que já participaram da
mostra permitem traçar um quadro da arte produzida no País e
suas diversas questões. O engajamento político da década de
1970, as referências da cultura pop, dos anos 1980, as
experimentações abstratas que são retomadas de tempos em tempos
são alguns exemplos. “Isto se deve, em grande secção, aos
diversos membros que já compuseram as comissões julgadoras ao
longo destes anos. São críticos de arte, pesquisadores,
artistas, comprometidos com a arte e seu tempo”, garante o
organizador. O Salão está localizado no Paço Municipal, na
Praça IV Centenário, s/n, Meio. Visitas gratuitas de segunda
a sexta-feira, das 10h às 17h.

No sábado, das 10h às 15h, a Valva Acústica da Praça do Carmo
recebe o Projeto Samba Solidário. A atividade, a incumbência do
Instituto Social Afro Brasílico, narrará com apresentações de
samba, capoeira, dança-afro, além de teatro. Grátis.

E na Sala Peculiar do Museu de Santo André Dr. Octaviano
Armando Gaiarsa o público pode conferir a exposição fotográfica
‘Carregando nas Tintas – A Dinâmica das Cores na Cidade Cinza’,
do fotógrafo e professor Luiz Giope. São 20 fotos que procuram
mostrar que há na metrópole uma infinita paleta de cores
responsáveis por ‘quebrar’ a monotonia e muitas vezes a
agressividade do cinza do concreto aparentemente
predominantemente na paisagem urbana. As visitas gratuitas
podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30,
até 15 de março. Ingresso franca. O endereço do museu é Rua
Senador Fláquer, 470, Meio.

Exposição “O Que Está Em Nós: o Salão e a Arte Contemporânea Brasileira”
Avalie esta notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here