Família luta para transferir bebê que carece de cirurgia

0
228

 O bebê Guilherme Oliveira de Souza tem exclusivamente 10 dias de
vida e já enfrenta grande luta contra a burocracia, a qual
dificulta a sobrevivência dele. A criança, que está na UTI do
Hospital da Mulher Maria José dos Santos Stein, em Santo André,
nasceu com síndrome de hipoplasia do coração esquerdo e precisa
urgentemente de cirurgia. Uma vez que o sítio não dispõe dos recursos
necessários, ela precisa ser transferido, situação que, mesmo
com liminar concedida pela Justiça pedindo o ato, ainda não
ocorreu.

A criança foi cadastrada na Cross (Medial de Regulação e
Ofertas de Serviços de Saúde), do governo estadual. “No
hospital, falam sobre a existência de uma fileira de liminar no
Cross, mas não dizem sobre nosso caso. Estamos à mercê, e o
bebê correndo risco”, fala Tatiana de Oliveira de Castro, 34
anos, tia de Guilherme.

Em nota, a Prefeitura de Santo André enfatizou que o quadro da
criança é “extremamente grave e que o bebê está recebendo toda
a assistência disponível”.

Já a Secretaria de Estado da Saúde afirmou que iniciou os
processos de regulação e procura de vaga e que “os médicos da
Cross estão monitorando a evolução de seu quadro de saúde”. “É
importante deixar evidente que exclusivamente a disponibilidade de vagas
não é suficiente para a transferência. É necessário que o
paciente apresente condições clínicas de ser transferido”,
concluiu.

Família luta para transferir bebê que carece de cirurgia
Avalie esta notícia