Fechamento de Atacadista de Santo André prejudica parceiros

0
161

Ontem, dia 27 de janeiro, a loja do Seta Atacadista, localizada
na avenida Giovanni Battista Pirelli, em Santo André, amanheceu
de portas fechadas deixando vários funcionários sem trabalho e
alguns microempreendedores que tiveram que desmontar seus
negócios imediatamente.

Os comerciantes relataram que tiveram unicamente um dia para tirar
todas as coisas. “Perguntei para o gerente por que a loja
estava fechada e ele não soube me informar. Liguei na
imobiliária e disseram que tínhamos que tirar nossas coisas até
as 12h de amanhã”, disse a empresária, Cintia Oliveira.

Segundo informações dos próprios empresários, que estavam
indignados com a situação e com a falta de enviado, o
fechamento da loja se deu por falta de pagamento dos últimos
aluguéis. “Soubemos que eles não pagaram os três últimos
aluguéis e o proprietário do imóvel pediu que o Seta liberasse
o espaço em 48 horas. A imobiliária só avisou por que entramos
em contato para saber o que estava acontecendo”, afirma a
microempreendedora Erica Lúcia Loza Orellana.

Sem saber o que fazer e sem ter para onde, todos estavam muito
tristes e exaltados. “Ninguém avisou zero. Me acordaram com uma
mensagem logo cedo avisando que o mercado estava fechado e que
tínhamos que tirar tudo de lá urgentemente”, conta Elizete
Soares Sales.

Erica informou que todos irão juntos fazer boletim de
ocorrência contra a rede, muito porquê movimentar ação contra a empresa
para que eles tenham seus devidos ressarcimentos. “Até agora
não tivemos nenhum contato e nenhum auxílio do Seta. Investimos
muito cá e fomos enxotados porquê cachorros. Estamos tirando
tudo às pressas e de qualquer jeito. Não foi barato entrar cá
e pagávamos o aluguel direitinho. Isso não pode permanecer assim”,
finaliza a empresária.

Fizemos contato com o Seta Atacadista, que até o fechamento
desta matéria não respondeu nossas perguntas.

Fechamento de Atacadista de Santo André prejudica parceiros
Avalie esta notícia