Festival Batuque 2016 traz Digable Planets ao Sesc Santo André

0
114

Nos dias 17 e 18 de dezembro, sábado e domingo, o Sesc Santo
André realiza a sétima edição do Festival Batuque, trazendo 14
atrações ligadas à black music e suas mais variadas vertentes.
O destaque de 2016 é o trio de jazz-rap norte-americano Digable
Planets, que vem ao Brasil após um hiato de 20 anos para
apresentar o repertório de seus dois álbuns lançados na década
de 1990, Reachin’ (A New Refutation of Time and Space) (1993) e
Blowout Comb (1994) que até hoje influenciam gerações de
artistas dedicados a misturar instrumentação orgânica e
elementos eletrônicos.

O Digable Planets se apresenta nos dois dias do evento. No dia
17, os americanos dividem o palco com Black Alien, Hurtmold
& Paulo Santos, Espião & Sala 70, Laylah, Pitzan (Beats
no Sampler) e Caio Neri (microfone). Já no dia 18/12, é a vez
de Criolo, Metá metá, Tássia Reis, Jamés Ventura, Tiago Frugoli
(Beats no Sampler) e Pathy Dejesus (microfone) apresentarem
seus trabalhos no mesmo palco em que a atração internacional.

Àqueles que comprarem o ingresso com antecedência, o Sesc Santo
André oferece um serviço de van gratuito para fazer o translado
entre a Estação da CPTM Prefeito Celso Daniel – Santo André, a
partir das 16h. Para utilizar o transporte, basta apresentar o
ingresso.
Todos os shows acontecem a partir das 17h, no Espaço de Eventos
da unidade.

DIA 17 DE DEZEMBRO
BLACK ALIEN
Após sua saída do grupo Planet Hemp em 2001, o MC Black Alien
lançou um álbum solo, e acumulou participações especiais com
diversos artistas, porquê Paralamas do Sucesso, Sabotage, Charlie
Brown Jr., Rappin’ Hood, Fernanda Abreu, Raimundos, Margem Black
Rio, Frejat, Pavilhão 9 e Marcelinho da Lua. Além dos shows,
Black Alien também produziu trilhas sonoras para novelas, porquê
Coração do meu Mundo (Bang Bang, TV Mundo) e Real Gold
(Malhação, TV Mundo), além de vinhetas para o meio Multishow e
comerciais.

HURTMOLD & PAULO SANTOS
O sexteto Hurtmold e o músico Paulo Santos (ex-Uakti)
apresentam o repertório do CD Curado, lançado em setembro pelo
Selo Sesc. O encontro de uma das bandas mais fortes na cena
instrumental vernáculo com a inventividade radical de Paulo,
cultivada nos 37 anos de atuação do Uakti, executando
instrumentos compostos de tubos de PVC, madeira, metais e vidro
– levando luteria e percepção músico para outro patamar –,
resulta em uma obra cujas texturas e camadas não se encerram à
primeira escuta: trata-se de um disco plural que borra os
limites do cânone do rock.

ESPIÃO & SALA 70
O rapper Espião e o produtor Sala 70 apresentam o repertório do
álbum de 14 faixas O jantar está servido, em que os samples muito
recortados e sequenciados em cima de beats pesados
característicos do Sala 70 se juntam às rimas precisas e muito
articuladas na voz de Espião. A gravação do disco contou com
participação privativo de Ogi, Big Rebento, Kamau e Matéria Prima.

LAYLAH
A cantora Laylah apresenta o show de seu primeiro álbum,
Amalgama, que traz a lírica da diáspora negra feminina em fusão
com o Dub Steppas – vertente do Reggae com maior destaque na
Inglaterra. O repertório inclui a canção Madiba, composta após
a visitante da cantora à cubículo onde Nelson Mandela permaneceu recluso
durante 27 anos – e covers consagrados. Laylah sobe ao palco
acompanhada por Felipe Guedes na bateria, Duane Bin Nogueira no
grave, Guilherme Gasa na guitarra, Tiago Canzian no teclado,
Rafael Franja na percussão e Nina Girassóis no backing vocal.

DIA 18 DE DEZEMBRO
CRIOLO
O artista traz ao Festival Batuque um show fundamentado em seu
primeiro disco, Ainda há tempo, lançado originalmente em 2006,
apresentando uma releitura audiovisual do que aconteceu em sua
vida até ali. O rapper está comemorando o lançamento da obra em
CD e LP com um show em formato clássico do hip hop, com DJ e MC
no palco. O espetáculo tem direção artística e músico de
Daniel Ganjaman e traz porquê cenário uma paisagem móvel de tela
de LED, imaginado pelo artista plástico Alexandre Órion, que
fez as engenhosas e lisérgicas animações que acompanham o fluxo
contínuo de canções e moldam a experiência ao vivo.

METÁ METÁ
Formada por formado por Juçara Marçal (voz), Thiago França
(sax) e Kiko Dinucci (guitarra), a margem Metá Metá apresenta o
repertório do álbum MM3, o terceiro de sua curso, com fortes
influências da África do Setentrião, de países porquê Marrocos,
Etiópia, Niger e Mali. A margem tem despertado a atenção da
crítica por fazer uma novidade abordagem na música brasileira, fora
dos clichês conhecidos, fundindo elementos da canção brasileira
com música africana, jazz e rock. O grupo se destacou também
pela aproximação da cultura afro-brasileira difundida pelos
cultos afroreligiosos (candomblé) de influência yoruba, fon e
bantu. “Metá Metá” em yoruba quer manifestar “três ao mesmo tempo”.

TÁSSIA REIS
A jovem cantora e compositora Tássia Reis fez sucesso na
internet ao lançar o single Meu Rapjazz. Ela lançou seu
primeiro EP (homônimo) quando o videoclipe de Rapjazz alcançou
a marca de 10 milénio visualizações e, anos depois, lançou seu
álbum de estreia, Outra Esfera. Foi convidada para trovar com
Marcelo D2, gravou com Izzy Gordon e realizou shows com a margem
de jazzrap Mental Abstrato.

JAMÉS VENTURA
O rapper apresenta o show de seu segundo disco, Jah Bless
Ventura, feito inteiramente com samples de reggae. O CD contou
com participação de nomes porquê Rodrigo Brandão (Gorila Urbano),
Gilmar de Andrade, Bela Fernandez, Avante O Coletivo, Henrik
Fuentes, Doncesão e Arcanjo Ras, Sala 70, Pizzol, Ogi, DJ
Caique, Nave, e Stereodubs, Coyote Beats, Canela Beats, TH, WC
Beats e Bolin Beats.

SERVIÇO
Festival Batuque 2016
Dias 17 e 18 de dezembro, sábado e domingo

PROGRAMAÇÃO
Dia 17 de dezembro de 2016, sábado, a partir das 17h
Black Alien
Digable Planets (EUA)
Hurtmold & Paulo Santos
Espião & Sala 70
Laylah
Beats no Sampler: Pitzan
Microfone: Caio (Gavinha da Manante)

Dia 18 de dezembro de 2016, domingo, a partir das 17h
Criolo
Digable Planets (EUA)
Metá metá
Tássia Reis
Jamés Ventura
Beats no Sampler: Tiago Frugoli (Ukiyo Beat Tapes)
Microfone: Pathy Dejesus

Ingressos: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (emérito, pessoa com
60 anos ou mais, pessoa com deficiência, estudante e servidor
de escola pública com comprovante), R$ 9,00 (trabalhador do
comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc 
e dependentes). Venda limitada a 4 ingressos por
pessoa/CPF.
Ingressos à venda pelo Portal Sesc SP e nas bilheterias da Rede
Sesc
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16
anos.
No Espaço de Eventos
*Terá um serviço de van gratuito para fazer o translado entre
a Estação da CPTM Prefeito Celso Daniel – Santo André ao Sesc,
a partir das 16h. Saída: Rua Itambé (lado oeste da Estação), no
recuo de embarque e desembarque. Basta apresentar o ingresso.

Sesc Santo André – Rua Tamarutaca, 302 – Vila Guiomar – Santo
André
Telefone – (11) 4469-1200
Estacionamento para o show (vagas limitadas): Credencial Plena
– R$ 6 | Outros – R$ 11

Festival Batuque 2016 traz Digable Planets ao Sesc Santo André
Avalie esta notícia