Festival de Danças Circulares chega ao Sesc Santo André

C19c41d66a11e039b47886db3d17d96d.jpeg

Danças Circulares l
Crédito: Guilherme Luiz de Carvalh
Entre as heranças antropológicas da espécie humana, o círculo é o símbolo mais irrefutável e presente em diversas culturas ao redor do mundo. A circularidade redimensiona a compreensão do tempo, fortalece e revela o elo entre passado e presente. Manifestações culturais centradas em danças circulares permitem um contato permanente com história e tradição, estabelecem diálogos e narrativas sobre o entendimento da condição humana e sua relação com o outro. Presente nas nuanças da construção do imaginário, o círculo alcança dimensões psicológicas, políticas, antropológicas, espirituais e sociais; arquitetam dialéticas entre pensamento e sentimento, intuição e sensação. A dança circular remete sua carga simbólica à totalização do ser diante do coletivo, aflora o espírito comunitário e nos convida a celebrar os laços socioculturais que nos conectam.Com a proposta de união e integração, o Sesc Santo André recebe neste mês o Festival de Danças Circulares, que reúne em três dias de programação – 9, 10 e 11 de março – focalizadores de diversas regiões do país para realizar palestra, apresentação, condução de rodas, bailes e vivências da tradição de danças circulares. O Festival de Danças Circulares busca aproximar fronteiras e fortalecer o sentimento de união de grupo a partir do momento em que todos, de mãos dadas, dançam, apoiam e auxiliam seus companheiros. Com movimentos cadenciados em roda, a prática resgata a ancestralidade ao conectar pessoas, cores, raças, tempos e espaços, além de preparar o ser humano para novas etapas onde harmonia e paz refletem atitudes de cooperação e comunhão.Para harmonizar o espaço onde acontecerão as atividades do Festival, a artista plástica, artesã e designer Letícia Matos, juntamente com a arquiteta e designer Mari Dabbur, criaram uma instalação aérea com mandalas confeccionadas manualmente em cordões de tricô que se encontram com uma grande mandala de plantas projetada no chão, evocando equilíbrio, concentração e foco meditativo.A programação do Festival de Danças Circulares começa dia 09/03, sexta-feira, e vai até o dia 11/03, domingo. Todas as atividades são livres para todos os públicos e idades, e gratuitas mediante inscrições pelo Portal Sesc SP ou pessoalmente nas Centrais de Atendimento da Rede Sesc.Programação Festival de Danças CircularesDia 09/03 – Sexta- FeiraA Gênese da Dança e sua Simbologia: O Sagrado, a Gestualidade e o Círculo com Cristina BonettiMinistrada por Cristina Bonetti, a palestra aborda rituais pré-históricos em paralelo com a contemporaneidade ao resgatar uma simbologia ancestral de onde tudo emana. Os movimentos saltam da lógica linear da modernidade, representam a contracultura e contestam através do diálogo corporal as estruturas da sociedade. A oficina abre as portas para a reflexão do círculo e a capacidade de captar os paradoxos da vida, transitando entre o conhecido e desconhecido, e na diversidade da jornada pessoal de cada um. A palestra acontece às 19h30, no Teatro, e as inscrições estão disponíveis pelo Portal Sesc SP e ou pessoalmente nas Centrais de Atendimento da Rede Sesc.Cristina Bonetti é goiana, Mestre e Doutora em Ciências da Religião, e docente efetiva na Universidade Federal de Goiás, onde também é Coordenadora Adjunta de Pesquisa e Coordenadora do Curso de Pós Graduação – Especialização em ”Transdisciplinaridade e Interdisciplinaridade na Educação”. Já recebeu Prêmio na Área de Cultura no 1° edital da PRE-UEG/2011 (Multiculturalismo nas Festas Tradicionais). É Analista em Cultura e Desporto II- CLA, e assessora pedagógica das Casas de Cultura de Goiânia- Secult. É também Conselheira efetiva e vice-presidente do Conselho de Patrimônio Histórico, Artístico e Ambiental (Goiânia). Em 2015, recebeu o Diploma de Honra ao Mérito Cultural, do Conselho Municipal de Cultura de Goiânia, pelo seu trabalho com a Dança Sagrada no Brasil.MawacaA Hora do Horo – Cirandas de Lá pra CáAinda na sexta-feira, às 21h, o Espaço de Eventos da unidade recebe o grupo Mawaca. Com 21 anos de carreira, o grupo de pesquisa recria músicas e tradições das mais diversificadas culturas do globo: balcânicas, africanas, japonesas, chinesas, entre outras. São canções interpretadas em mais de 20 idiomas acompanhadas por instrumentos acústicos que vão desde tablas indianas e derbaks árabes a berimbaus e pandeirões do Maranhão. O grupo Mawaca aborda temáticas ancestrais com arranjos inovadores que possibilitam a pesquisa de múltiplas sonoridades e revela características étnicas de outros povos, buscando estabelecer relações com a música brasileira. Para a apresentação no Sesc Santo André o grupo convida a búlgara Mariana Paunova – focalizadora especializada em danças circulares dos países balcânicos – para formar uma grande roda e dançar com o público presente.Ao realizar a inscrição para a palestra de Cristina Bonetti, às 19h30, o inscrito garante automaticamente o ingresso gratuito para o show do Mawaca. Sem a inscrição, a retirada de ingressos acontece a partir das 20h da sexta-feira, dia 09/03 na Loja Sesc ou Bilheteria.Dia 10/03 – SábadoDiálogo Entre Gesto e a Contemporaneidade com Andrea LeonciniEm diversas tradições de danças circulares os valores da comunidade são traduzidos em rituais e festividades, em especial a sobrevivência, tema amplamente abordado nestas manifestações. Nesta vivência, Andrea convida os participantes a encarar os gestos na dança circular contemporânea como sinais que nascem no íntimo e desafiam o homem moderno a se conectar com seu semelhante, olhando com atenção a qualidade de nossas relações. Proporciona integração, cooperação e conexão com o processo de desenvolvimento individual e coletivo. A atividade acontece às 10h30, no Espaço de Eventos da unidade, com inscrições online e gratuitas pelo Portal Sesc SP.Andrea Leoncini é educadora, assistente social, Especialista em Mapeamento Pessoal e focalizadora de Danças Circulares e Processos Grupais desde 2001.Danças Circulares – Uma ferramenta de conexão e união entre os povos com Bruno PerelNo início da tarde de sábado, às 13h30, no Espaço de Eventos, Bruno Perel demonstra como a dança circular semeia paz e união entre pessoas de diferentes culturas. Dançando em círculo, trabalha-se a pausa, a reflexão e continuidade. É o espaço onde barreiras geográficas são quebradas e fios de união são tecidos pela grande família humana. Uma forma de estar conectado consigo mesmo, com o outro e com a comunidade, cultivando uma consciência cooperativa e colaborativa.Bruno Perel é psicólogo clínico e especialista em arte e movimento pelo Instituto Sedes Sapientiae. É formado em biopsicologia pelo Parque Ecológico Visão do Futuro e pós-graduado em Análise Bioenergética pela Sociedade Brasileira de Análise Bioenergética (SOBAB). Cursou A Arte do Brincante para Educadores no instituto Brincante, e é coreógrafo e focalizador de dança circular sagrada, participante de diversos festivais nacionais e internacionais.Nos Passos dos Ancestrais com Cristina BonettiAinda no sábado, às 15h, no Espaço de Eventos, Cristina Bonetti remonta diferentes formas da simbologia do círculo e sua atuação em diferentes culturas arcaicas. O movimento rítmico da dança circular sustenta conflitos e mudanças, evocam o ciclo natural do viver, morrer e renascer reavivando temas universais e atemporais adormecidos no inconsciente coletivo. Esta atividade busca ampliar a abordagem do círculo como significação abstrata em imagens e palavras que fazem releituras da história individual de cada um.Cristina Bonetti é goiana, Mestre e Doutora em Ciências da Religião, e docente efetiva na Universidade Federal de Goiás, onde também é Coordenadora Adjunta de Pesquisa e Coordenadora do Curso de Pós-Graduação – Especialização em ”Transdisciplinaridade e Interdisciplinaridade na Educação”. Já recebeu Prêmio na Área de Cultura no 1° edital da PRE-UEG/2011 (Multiculturalismo nas Festas Tradicionais). É Analista em Cultura e Desporto II- CLA, e assessora pedagógica das Casas de Cultura de Goiânia- Secult. É também Conselheira efetiva e Vice-presidente do Conselho de Patrimônio Histórico, Artístico e Ambiental (Goiânia). Em 2015, recebeu o Diploma de Honra ao Mérito Cultural, do Conselho Municipal de Cultura de Goiânia, pelo seu trabalho com a Dança Sagrada no Brasil.Dia 11/03, domingoHerançascom Mariana PaunovaMuito além de complexas sequências de proteínas, nosso DNA transcende a função de se prestar apenas como material genético. É também campo ativo de informação bruta sobre nossos ancestrais. E por que é importante conhecer nossas raízes? Por que dançar em roda se tornou um mecanismo vivo, entidade de tempos mais remotos da humanidade? Essa e outras perguntas Mariana Paunova responde dançando em roda com o público. A atividade acontece no Espaço de Eventos, às 10h30.Nascida na Bulgária e residente no Brasil desde 1998, Mariana Paunova começou a aprender dança tradicional búlgara ainda criança e participou de vários grupos estudantis de dança. Mais tarde, na universidade, aprofundou seus estudos na área de etnologia e folclore, realizou pesquisas sobre a simbologia sagrada e o papel da dança em rituais e práticas religiosas, entre outras. Participou de vários seminários internacionais de Eslavística, na Bulgária e em outros países balcânicos. Formou-se em Filologia Eslava e Filologia Italiana na Universidade de Sofia “Sv. Kliment Ohridski “. Fez especialização e mestrado em língua, literatura e cultura dos povos da ex-Iugoslávia. Organiza anualmente viagens pelos países balcânicos, destinados para praticantes de danças circulares.O Autoconhecimento como Prática de Transformação Pessoal e Coletiva com Luiz HenriqueNesta atividade, Luiz Henrique se debruça sobre diversos aspectos do processo de autoconhecimento durante as rodas de dança circular. Muitas vezes, estes aspectos passam despercebidos, mas são fundamentais para que o indivíduo encontre o seu espaço no grupo, melhore sua qualidade de vida e suas relações com pessoas, comunidade e sociedade. A oficina começa às 13h30, no Espaço de Eventos.Luiz Henrique Garcia é natural de Porto Alegre (RS) e já foi focalizador em diversos festivais de danças circulares pelo Brasil, como o X, XII e XVI Encontro Brasileiro de Danças Circulares; 5º Festival de Danças Circulares do Vale do Paraíba; Encontro Sesc de Danças Circulares – Ribeirão Preto/SP; I Festival de Danças Circulares dos Povos Ribeirão Preto; entre muitos outros. Já participou do World Europe Camp 2017 – realizado no mês de julho, na cidade de Ohrid – Macedônia, e é Organizador do VIII Festival de Danças Circulares Rodas do Sul/RS – 2018. É também Facilitador do Movimento de Homens Guerreiros do Coração e Executivo de Contas do Jornal e Portal O Sul – Porto Alegre/RS.Educação Relacional gerando Comunidade com Lena MouzinhoNo início da tarde de domingo, Lena Mouzinho demonstra como os problemas do Brasil em diversos âmbitos podem ser enfrentados fortalecendo o espírito comunitário desperto e ativo. Com práticas que trabalham força coletiva e ação em parceria, Lena instiga pessoas ao compartilhamento de seus dons e bens, assim como estabelecer diálogos para a transformação de conflitos em aprendizagem. Ela demonstra que quando dançamos em círculo podemos superar aspectos culturais que nos separam, e tecemos desta forma uma vida mais saudável e colaborativa. A atividade começa às 15h, no Espaço de Eventos.Lena Mouzinho é natural do Belém (PA), psicóloga com Especialização em Psicologia Social, Terapia de Famílias e Casais, e Formação em Dinâmica dos Grupos, todos pela Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos. É realizadora do Rodas Aberta à Comunidade e integrante do Grupo OCARA, que, em parceria, constitui o Coletivo Ubuntu.Baile de Danças CircularesPara encerrar a programação de sábado e domingo, os três focalizadores de cada dia organizam no Espaço de Eventos, às 16h30, o Baile de Danças Circulares. O público terá a oportunidade de vivenciar o encontro de focalizadores de diversas regiões do país, com amplo conhecimento sobre as vertentes das danças circulares ao redor do mundo. É a chance de aprender diferentes músicas, gestos, ritmos e passos de diferentes culturas. Cada participante apoia e é apoiado pela roda, uma troca mútua e harmoniosa que conecta pessoas e as inserem em um campo de aprendizagem, onde inspiram-se a propor e cumprir novos desafios. Auxilia o indivíduo a tomar consciência de seu corpo físico, psicológico e emocional, trabalhando concentração e memória por meio da linguagem simbólica. O Baile das Danças Circulares tem livre acesso no Espaço de Eventos e é indicado para todos os públicos.Sábado – com os três focalizadores do dia – Andrea, Bruno e CristinaDomingo – com os três focalizadores do dia – Mariana, Luiz e LenaServiçosFestival de Danças Circulares – dias 09, 10 e 11 de marçoInscrições online pelo Portal Sesc SP, ou pessoalmente nas Centrais de Atendimento da Rede Sesc. Grátis. Livre para todos os públicos.Dia 09/03 – sexta-feira19h30 – A Gênese da Dança e sua Simbologia: O Sagrado, a Gestualidade e o Círculo, com Cristina Bonetti. No Teatro.21h – Mawaca, A Hora do Horo – Cirandas de Lá pra Cá.Ao realizar a inscrição para a palestra de Cristina Bonetti, às 19h30, o inscrito garante automaticamente o ingresso gratuito para o show do Mawaca. Sem a inscrição, a retirada de ingressos acontece a partir das 20h da sexta-feira, dia 09/03 na Loja Sesc ou Bilheteria.Dia 10/03 – sábado10h30 – Diálogo Entre Gesto e a Contemporaneidade, com Andrea Leoncini. No Espaço de Eventos.13h30 – Danças Circulares – Uma ferramenta de conexão e união entre os povos, com Bruno Perel. No Espaço de Eventos.15h – Nos Passos dos Ancestrais, com Cristina Bonetti. No Espaço de Eventos.16h30 – Baile de Danças Circulares, com os três focalizadores do dia – Andrea, Bruno e Cristina. Acesso Livre.No Espaço de Eventos.Dia 11/03 – domingo10h30 – Heranças, com Mariana Paunova No Espaço de Eventos.13h30 – O Autoconhecimento como Prática de Transformação Pessoal e Coletiva, com Luiz Henrique. No Espaço de Eventos.15h – Educação Relacional gerando Comunidade, com Lena Mouzinho. No Espaço de Eventos.16h30 – Baile de Danças Circulares, com os três focalizadores do dia – Mariana, Luiz e Lena. Acesso Livre.No Espaço de Eventos.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais