FMABC recebe Selo de Acreditação do Conselho Federal de Medicina

4e21c91a4752cad739a62c12c7e2563e.jpeg

FMABC recebe Selo de Acreditação

A Faculdade de Medicina do ABC (FMABC) recebeu em 22 de agosto de 2018 selo de acreditação do Conselho Federal de Medicina (CFM) – o Sistema de Acreditação de Escolas Médicas (Saeme). A cerimônia ocorreu na sede do órgão, em Brasília, quando 10 faculdades de Medicina de todo o País foram certificadas.

FMABC recebe selo de  acreditação do Conselho Federal de Medicina
Vice-coordenadora do curso de Medicina da FMABC, Dra. Simone Holzer recebe certificação.

Desde 2015, já são 29 escolas médicas reconhecidas. A instituição foi representada pela vice-coordenadora do curso de Medicina, Dra. Simone Holzer, e pelo professor da disciplina de Psiquiatria, Dr. Sergio Baldassin.

Criada em parceria com a Associação Brasileira de Educação Médica (Abem), a certificação atesta a qualidade da formação oferecida aos recém-formados em Medicina sob diversos aspectos, como qualidade da gestão, projeto pedagógico, programa educacional, corpo docente, discente e infraestrutura.

A iniciativa busca identificar os cursos de Medicina – públicos e privados – atentos às exigências mínimas para a formação dos profissionais. A participação é voluntária e a proposta é composta pelas etapas de autoavaliação on-line, visita de comitê técnico e divulgação do resultado.

FMABC recebe selo de  acreditação do Conselho Federal de Medicina
Representantes dos cursos de Medicina certificados em evento na sede do Conselho Federal de Medicina.

O processo permite a identificação de áreas de fragilidade na oferta de ensino, que necessitam de aprimoramento, bem como das áreas de excelência. A comissão de acreditação acompanha, analisa e valida cada passo do processo de acreditação. Da inscrição até a divulgação do parecer final, o processo leva, em média, um ano. A certificação tem validade de três anos, quando o curso será novamente avaliado.

“O mercado tem influenciado a criação de cursos médicos sem nenhum critério de necessidade ou qualidade. Muitas vezes, sem as menores condições para uma formação básica, principalmente quanto à inserção em atividades práticas. Acredito que o CFM e a Abem, ao criarem o selo, pretendem aprimorar a qualidade na formação profissional e de certa forma ‘filtrar’ as boas escolas. Fomos um dos 10 cursos de Medicina acreditados do País, o que evidencia não só a tradição da FMABC e os resultados alcançados no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), mas a conquista de um selo com modelos internacionais”, disse Dra. Simone Holzer.

Além da FMABC, conquistaram o selo os cursos de Medicina da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), entre outras. “Após todas as etapas cumpridas, essas instituições comprovaram sua suficiência aos avaliadores idôneos e independentes do Saeme, obtendo assim o reconhecimento formal da qualidade dos seus serviços”, destacou o presidente do CFM, Carlos Vital.

ACREDITAÇÃO

Lançado em 2015, o Saeme soma agora 29 escolas médicas certificadas em todo o País. O projeto que levou à criação e implementação do selo foi baseado no funcionamento de alguns dos principais sistemas de acreditação de ensino médico em vigor no mundo, como dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, Holanda e Japão.

*Fotos: Divulgação/CFM

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais