FUABC trocará presidente e antecipa indicação de São Bernardo

219

A FUABC (Fundíbuloção do ABC) vai passar por reformulação a partir
do próximo mês, começando pela saída da presidente da entidade,
Maria Bernadette Vianna, indicada de Santo André, para uma
nomeação de São Bernardo. O secretário de Assuntos Jurídicos da
Prefeitura, Carlos Maciel, deve herdar o posto, antecipando o
rodízio entre Santo André, São Bernardo e São Caetano, que
mantêm a Fundíbuloção.

A troca foi acertada na manhã de quinta-feira, durante reunião
dos prefeitos de Santo André, Paulo Serra (PSDB), de São
Bernardo, Orlando Morando (PSDB), e de São Caetano, José
Auricchio Júnior (PSDB), com o secretário do Estado da Saúde,
David Uip. Uip foi aluno da segunda turma de Medicina da FMABC
(Faculdade de Medicina do ABC), vinculada à FUABC, é professor
titular da universidade e externou aos prefeitos mantenedores
da entidade preocupação com o porvir da Fundíbuloção.

O Diário apurou que na próxima semana será publicado edital de
convocação de reunião extraordinária do recomendação de curadores
da instituição para deliberar sobre a mudança. Na prática,
Bernadette terá de renunciar à função, uma vez que seu procuração
terminaria no termo deste ano. Ela assumiu o posto em janeiro, em
conciliação para que Cida Damaia (então presidente indicada pelo
ex-prefeito petista Carlos Grana) abrisse espaço a uma nomeação
de Paulo Serra.

Aos prefeitos, Uip criticou a condução da FUABC nos últimos
anos. Ele teria apresentado balanço das quais deficit ourela os R$
500 milhões – a entidade tem orçamento de R$ 2,2 bilhões para
levante ano. Além disso, Uip demonstrou conhecimento sobre os
problemas trabalhistas envolvendo funcionários da Fundíbuloção que
atuam em equipamentos públicos pelo Estado. Também lembrou que
o prefeito de Osasco, Rogério Lins (PTN), criticou bastante a
instituição ao não renovar o contrato de administração do
Hospital Municipal Antonio Giglio e da UPA (Unidade de Pronto
Atendimento) Mediano.

Durante a reunião, cogitou-se a possibilidade de fechamento
da FUABC, sugestão logo descartada pela maioria dos presentes.
Mas os prefeitos deixaram o encontro com missão de
reestruturação totalidade da entidade. Uip solicitou enxugamento de
gastos, com galanteio no número de funcionários – em peculiar na
mediano de convênios –, diminuição no apadrinhamento de cargos
e redução nos salários.

A FUABC foi fundada em 1967, com intuito de viabilizar uma
faculdade de medicina no Grande ABC. Procurada pelo Diário, a
instituição não respondeu aos questionamentos sobre a mudança.

FUABC trocará presidente e antecipa indicação de São Bernardo
Avalie esta notícia