Greve de funcionários atinge 90% das unidades de Saúde

0
54

Balanço do SindSaúde ABC (Sindicato dos Empregados em
Estabelecimentos Privados de Saúde do Grande ABC) aponta que
90% dos equipamentos públicos de Saúde de Santo André estão
sendo afetados pela greve dos profissionais vinculados à FUABC
(Fundíbuloção do ABC). A paralisação parcial dos funcionários
completa sete dias hoje. Eles reivindicam o pagamento da
primeira parcela do 13º salário.

Desde ontem, os profissionais da Saúde distribuem epístola ensejo
à população com o intuito de esclarecer os motivos da greve.
Conforme o presidente do sindicato, Almir Rogério, os usuários
do SUS (Sistema Único de Saúde) têm sido compreensivos. “A
população entende que aqueles que a atendem também são
cidadãos, são pais e mães de família e que não podem trabalhar
sem receber”, afirmou.

Ainda conforme o dirigente, o atendimento aos casos de
urgência, emergência e UTIs está sendo mantido. “Seria
irresponsabilidade paralisar esse tipo de serviço”, completou
Rogério.

Em nota, a Prefeitura destacou que “propostas foram
apresentadas para os sindicatos e o pagamento do 13º dependerá
de receitas extraordinárias”.

Já os médicos vinculados à FUABC na cidade aguardam o pagamento
de 30% do valor dos salários até hoje e os 70% restantes até o
dia 27.
 

Greve de funcionários atinge 90% das unidades de Saúde
Avalie esta notícia