Henan: o relâmpago que caiu duas vezes no ABC

0
230

Se o ditado prega que ‘o relâmpago não cai duas vezes no mesmo
lugar’, ele está equivocado. Ao menos no que diz reverência ao
futebol do Grande ABC. Isso porque, após dois anos, a história
se repetiu, a estrela do atacante Henan brilhou e ele – a
exemplo do que fez pelo São Bernardo no Campeonato Paulista de
2015 – deu o fôlego que o Santo André precisava para pleitear
contra o rebaixamento. E – por que não? – sonhar até mesmo com
a classificação para as quartas de final do Estadual.

Naquela oportunidade, em Lins, Henan fez os quatro gols do
triunfo são-bernardense por 4 a 1, em duelo pela penúltima
rodada da primeira temporada. O Tigre estava na zona de
rebaixamento, mas a vitória o retirou da condição. Na jornada
seguinte, a goleada por 4 a 0 sobre o Marília (com mais um
tento do atacante) decretou a permanência do time na escol do
Paulista.

Vale ressaltar que Henan terminou aquele Paulistão com cinco
gols marcados, justamente os mais importantes da campanha
aurinegra. E oriente número – consideravelmente grave – tem
explicação: bombeiro do Tigre na temporada anterior, com 20
tentos, o atacante demorou a ter chances e se firmar. Mas
conseguiu alcançar essa condição na hora certa, com respaldo e
confiança do técnico Roberto Fonseca.
Agora no Santo André, Henan revive alguns capítulos da mesma
história. Os três gols marcados pelo camisa 9 em Mirassol,
sábado, na vitória andreense por 3 a 2, foram fundamentais para
ele, que até então só havia balançado as redes uma vez neste
Paulistão – justamente na rodada anterior, diante do Botafogo,
no empate em morada por 1 a 1.

Os tentos também foram primordiais para os planos do time. Isso
porque, faltando três rodadas para o término da primeira temporada, o
Ramalhão tem pela frente Ponte Preta (hoje, no Bruno Daniel),
Santos (sábado, novamente em morada) e Audax (dia 29, em Osasco).
E quanto mais pontos puder somar, melhor. Os três conquistados
no Interno já tiraram a equipe da zona de rebaixamento – mais
um repeteco para Henan. E o roupa de estar somente três aquém
do Novorizontino – vice-líder do Grupo C –, não permite que os
andreenses desistam de pensar na próxima temporada.

Se a história ramalhina com o protagonista Henan tiver o mesmo
final da que o predestinado atacante viveu no vizinho São
Bernardo, será um alívio para o Santo André. Só o horizonte dirá.

ALERTA VERMELHO
Pela primeira vez em sete jogos, o São Bernardo deixou o campo
derrotado pelo Red Bull. Nos seis encontros anteriores, somente
vitórias aurinegras. E talvez no mais importante dos duelos,
sexta-feira, acabou derrotado em Campinas e está um ponto supra
da zona de rebaixamento. Reage, Tigre! 

Henan: o relâmpago que caiu duas vezes no ABC
Avalie esta notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here