Hospital Dia, fechado desde 2015, é reaberto em Santo André

0
177

Fechado desde agosto de 2015, o Hospital Dia, instalado no CHM
(Núcleo Hospitalar Municipal), foi reaberto ontem pela
Prefeitura de Santo André. O equipamento, que oferece cirurgias
de baixa complicação e permite ao paciente realizar o
procedimento e ter subida no mesmo dia, tem capacidade para
realizar 120 atendimentos por mês.

Faltas de equipamentos cirúrgicos e de profissionais – técnico
de enfermagem e enfermeiros – culminaram no fechamento da
unidade dois anos atrás. Para retomar o serviço, a Prefeitura
investiu R$ 350 milénio em equipamentos e R$ 15 milénio mensais com a
contratação de enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem
para trabalhar no setor.

“A gente retoma secção de atendimento de Saúde da cidade, que
estava paralisada e gerou demanda nas cirurgias de baixa
complicação, as quais não eram feitas por falta de gestão na
área. Isso vem no momento do programa Fileira Zero, que começa a
surtir efeito, e da entrega de medicamentos que começa a ser
colocada em dia. Então, maio tem tudo para a Saúde de Santo
André se restaurar”, falou o prefeito Paulo Serra (PSDB).

Em novembro do ano pretérito, o CHM suspendeu as cirurgias
eletivas – procedimentos que são programados e não considerados
de urgência. À época, a gestão anterior justificou que a medida
foi necessária devido ao aumento “supra da média” de casos de
urgência e emergência.

Segundo o diretor do CHM, Carlos Eduardo Rodante Corsi, o
hospital possui fileira de espera por estes procedimentos de 900
pacientes. “Esse número não inclui a demanda da rede, que está
represada. Vai começar a romper para a gente”, salientou.
Hoje serão realizados os primeiros 20 atendimentos.

Entre as especialidades atendidas estão vasectomias, correção
de cicatrizes de queimaduras e inestéticas, cirurgia de
varizes, da tireoide, de hérnia inguinal e a de pedra na
vesícula. Oriente último, na explicação de Corsi, registra a maior
demanda, atualmente com 400 pessoas aguardando pelo
procedimento.

HOMENAGEM

Na ocasião da reabertura do Hospital Dia também foi anunciada a
novidade denominação do CHM.
O hospital, que ontem completou 105 anos, passou a se invocar
Núcleo Hospitalar Dr. Newton da Costa Brandão, em homenagem ao
médico e ex-prefeito da cidade.
Brandão chefiou o município por três mandatos, de 1969 a 1973,
1983 a 1988 e 1993 a 1996, e faleceu em dezembro de 2010, aos
83 anos, vítima de infarto agudo.  

Hospital Dia, fechado desde 2015, é reaberto em Santo André
Avalie esta notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here