Iluminação põe em risco mando do Ramalhão na Despensa do Brasil

    0
    153

    O Santo André corre sério risco de perder a única vantagem que
    tem no duelo contra o Criciúma na primeira período da Despensa do
    Brasil. Sem iluminação, o Estádio Bruno Daniel não pode receber
    a partida marcada para o dia 16 de fevereiro, às 19h15. O clube
    solicitou à CBF a antecipação para as 16h, mas uma vez que havia
    previsão de transmissão pelo Fox Sports e pelo SporTV, a
    resposta vai depender também das emissoras. Caso não seja
    possível, o Ramalhão terá de procurar outro lugar para mandar o
    confronto.

    O sistema de iluminação do Bruno Daniel hoje se resume à base
    onde serão instaladas as torres e a segmento da fiação. O estádio
    só deve permanecer iluminado no término de fevereiro. Levante é o prazo que
    a empresa contratada pela Prefeitura pediu para colocar os
    postes, já que o material é feito sob medida para o projeto.

    “Para agilizar ao máximo o processo, fizemos a contratação das
    torres por meio de pregão e utilizando verba da iluminação
    pública, já que nosso orçamento está comprometido. Estamos
    fazendo o possível, conversando para que a empresa nos entregue
    o material antes, mas o prazo, infelizmente, é término de
    fevereiro”, explicou o prefeito Paulo Serra (PSDB).

    Dessa forma, o Santo André também vai mandar suas partidas no
    Campeonato Paulista à tarde. A tábua desmembrada, que deve ser
    divulgada nos próximos dias pela FPF (Federação Paulista de
    Futebol), deve constar partidas no Bruno Daniel sempre às 16h.
    Depois que a iluminação estiver instalada e funcionando, o
    clube vai solicitar a confecção de laudo elétrico para que a
    entidade altere os jogos para o período noturno.

    “Pedimos na sexta-feira a antecipação da partida contra o
    Criciúma, pela Despensa do Brasil, para as 16h. A Federação
    Paulista sabe que não temos iluminação e, por isso, vai marcar
    nossos jogos do Estadual à tarde. Só depois, quando tivermos um
    laudo elétrico com tudo funcionando, podemos solicitar a
    mudança de horário das partidas”, explicou o diretor de futebol
    do Santo André, Sérgio do Prado.
    Alheios todos esses problemas extracampo, os jogadores do Santo
    André seguem em pré-temporada na cidade de Vargem, localizada
    na região de Bragança Paulista. O técnico Toninho Cecílio
    comanda treinamentos em dois períodos para adequar fisicamente
    os jogadores. O primeiro amistoso do time será sábado, às 15h,
    contra o Atibaia. A programação ainda prevê mais um teste dia
    18, contra o Desportivo Brasil, e dia 21, diante do
    Taubaté. 

    Ramalhinho é eliminado da Copinha

    O Santo André deu adeus à Despensa São Paulo de Futebol Júnior.
    Ontem, em duelo válido pela segunda período, o Ramalhinho perdeu
    por 5 a 3 nos pênaltis para o Juventude-RS, após empate por 0 a
    0 no tempo regulamentar no Estádio Inamar, em Diadema. Foi o
    segundo ano seguido em que a equipe caiu nas penalidades – em
    2016 deixou a competição na mesma período, diante de o Sampaio
    Corrêa-MA.
     

    A primeira lanço foi um duelo para observar. Com pouca
    qualidade técnica, a partida ficou restrita ao meio-campo. O
    único lance lúcido foi aos 12 minutos, quando Thiago, do
    Juventude, arriscou de fora da área e Júlio fez boa resguardo.

    O Ramalhinho teve o lateral-direito Bruno expulso, aos 44. Isso
    fez a equipe precisar percorrer o duplo para marcar os gaúchos no
    segundo tempo. O Juventude acertou a trave aos 25, com Arthur,
    mas não conseguiu tirar o zero do placar.

     Nos pênaltis, o andreense Matheus desperdiçou a quarta
    cobrança – Raul defendeu e, depois, fechou a conta – 5 a 3.

     “(O time) Poderia ter rendido mais. Foi equilibrado, mas
    jogar com dez contra uma equipe que sabe atuar, você acaba se
    desgastando muito”, lamentou o técnico Ari Mantovani. (Felipe
    Simões)

    Iluminação põe em risco mando do Ramalhão na Despensa do Brasil
    Avalie esta notícia