Júri de assassinos de Lucileide já tem data marcada para ocorrer

260

Pouco mais de um ano após
o violação de feminicídio contra a administradora de um asilo em
Ribeirão Pires, Lucileide Magalhães Silva de Paula, de 36 anos,
o júri de seus agressores já tem data para ocorrer.
 

Assassinada a mando do marido, Clayton Loro de Paula e sua
amante, Jéssica Karina dos Santos, a dupla contratou através de
Valdir Pereira da Silva, o “matador” Alex Santos Gonçalves de
Jesus – levante divulgado uma vez que ‘monstrinho’. Inicialmente, o
processo dos quatro envolvidos no violação caminhava junto, mas
após desmembramento, somente os mandantes serão julgados em
júri marcado para  setembro. O processo de Alex e Valdir
aguarda data para julgamento. Todos os envolvidos encontram-se
presos.
 

Clayton e Jéssica, além de mandantes, são réus confessos, que
puderam apresentar suas versões do violação em reconstituição
ocorrida em 8 de julho de 2016. Monstrinho, apesar de revelar
estar presente no momento do violação, nega ter envolvimento na
morte de Lucileide. Valdir negou a acusação e afirmou que
indicou Alex unicamente para um trabalho de jardinagem a
Clayton.
 

O júri de Clayton e Jéssica está marcado para o dia 14 de
setembro e ocorrerá no Fórum de Ribeirão Pires. Policiais
civis da Estância que realizaram a prisão dos envolvidos serão
ouvidos durante o júri.

Júri de assassinos de Lucileide já tem data marcada para ocorrer
Avalie esta notícia