Live discute cuidados com crianças e adolescentes durante a pandemia

Live discute cuidados com crianças e adolescentes durante a pandemia :

Live discute cuidados com crianças e adolescentes durante a pandemia

[ad_1]

Crédito: Alex Cavanha / PSA

Stress, irritabilidade, falta de sono, ganho de peso. Esses são apenas alguns dos efeitos que a repentina privação de liberdade, a interrupção do contato social, sem contar questões como o luto e as dificuldades financeiras, têm provocado em crianças e adolescentes.

Para informar profissionais do segmento escolar e prepará-los para o atendimento aos alunos afetados por essa nova realidade, na próxima segunda-feira (3), às 19h30, acontece a live “Os cuidados com a criança e o adolescente frente à pandemia”.

O evento é promovido pela Prefeitura de Santo André, por meio das Secretarias de Educação e de Desenvolvimento e Geração de Emprego, em parceria com a Rede D’Or São Luiz. A live pode ser acompanhada no YouTube, no link https://www.youtube.com/watch?v=A8wMY4joGQc.

Para falar sobre os impactos da pandemia na saúde dos mais jovens, a live terá a presença da coordenadora do setor da Pediatria e Ambulatório Pediátrico do Hospital Brasil, Dra. Camila Raquel Lambert Olivotti, e para abordar as consequências da pandemia no âmbito emocional, o evento conta com a participação da coordenadora do setor de psicolgia do Hospital Brasil, Tatiana Tognolli Bovolini.

A mediação ficará a cargo da secretária de Educação, Cleide Bochixio, e do secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato.

De acordo com Banzato, a pandemia trouxe grandes desafios para o segmento escolar, com um impacto muito forte, principalmente, na rede infantil de educação. Segundo o secretário, com o início das aulas na rede particular, a expectativa é que o retorno das atividades escolares aconteça de forma permanente e consistente.

“Para que esse retorno consistente aconteça é preciso mobilizar e trazer o conhecimento a toda a comunidade escolar. Aqui estão incluídos os professores, gestores, colaboradores e familiares, que devem se engajar e estar cientes de como devem ser os procedimentos para o retorno, assim como a melhor forma de agir para uma retomada gradual e consciente”, disse Evandro Banzato.

O secretário acrescentou ainda que a conexão do poder público com a iniciativa privada tem sido fundamental na retomada das atividades presenciais nas escolas particulares. “Por isso é importante agradecer a Rede D’Or São Luiz em primeiro lugar, mas também a toda iniciativa privada e ao apoio das escolas particulares. A participação de todos é fundamental nesse momento”.

Na visão da secretária de Educação, Cleide Bochixio, o setor da educação teve de se adaptar muito rapidamente ao ensino remoto. Ela avalia que os professores tiveram de se reinventar e foi necessário realizar investimentos em tecnologia, mas é preciso também pensar no aspecto humano desse cenário.

“É importante ter em mente como estão nossos alunos física e emocionalmente e saber quais as ferramentas que temos para ajudá-los a atravessar estes tempos difíceis e seguir em frente, de forma saudável, no processo de aprendizagem”, completou Cleide Bochixio.

[ad_2]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies