Manoel Lourenço

0
209

Nascido na cidade de Ribeirão Pires no ano de
1940, o protagonista do História das Histórias de hoje é Manoel
Lourenço. Ele, que morou durante toda a vida na Estância gosta
de passear pela praça com amigos e estar com a família que
construiu.
 

Manoel foi criado no Selva Santana, em Ribeirão Pires, com os
pais e sete irmãos. Avezado a trebelhar na rua devido a
tranquilidade que pairava pelo município na época, sua
folguedo favorita era o futebol.
 

“Eu comecei a jogar aos 14 anos e gostava muito”, lembra
ele.
 

Estudou até a quarta série na E.E. Dom José Gaspar e até a
oitava série na E.E. Doutor Felício Laurito. Terminou os
estudos cursando ensino profissional voltado para a
ajustagem.
 

Aos 10 anos iniciou em seu primeiro trabalho uma vez que forma de
ajudar a família. Trabalhava em uma olaria e chegou a trabalhar
durante 17 anos na Cofap e aposentou-se no ano de 1992.
 

Na década de 60, conheceu aquela que viria a ser sua esposa.
Neuza morava no interno de São Paulo e acabava de se mudar
para Ribeirão Pires. O par uniu-se ao matrimônio em 1968 e
deram início a uma família hoje composta por três filhas,
quatro netos e um bisnetinho de exclusivamente sete meses.
 

“Poder fabricar minhas filhas e dar a elas condições para não se
sujeitarem a trabalhar tão cedo uma vez que eu foi uma das maiores
alegrias da minha vida. Sou um pai muito orgulhoso dessas
minhas três mulheres, todas formadas e professoras”, conta.
 

Durante a vida pôde realizar sonhos uma vez que a aquisição da lar
própria e seu coche. Conheceu belos lugares ao lado da esposa,
aproveitando destinos de viagem uma vez que Ilhabela e cruzeiros.
 

Amante do futebol, que jogou desde jovem, não gosta de
escoltar jogos pela TV.
 

“Hoje o futebol não existe mais, hoje tudo gira em torno de
quantia”, opina.
 

Gosta de aproveitar seus dias ao lado de quem o faz muito.
Costuma frequentar a praça mediano com os amigos, mas gosta
mesmo é de estar com a família.
 

Feliz com a vida que leva, Manoel tem agendada mais uma viagem:
dessa vez para Fortaleza, que promete aproveitar uma vez que nunca.

Manoel Lourenço
Avalie esta notícia