Mercado da bola: Chape fecha com pacotão e SP se dá bem com venda de Oscar

0
121

Reprodução

A última sexta-feira antes do Natal marcou o início da
reconstrução da Chapecoense. O clube catarinense fechou seu
primeiro pacote de reforços após a tragédia de Medellín. De
quebra, ainda se aproximou de um atacante do Fluminense.

No mesmo dia, São Paulo e Internacional tiveram uma boa
notícia: a venda de Oscar para a China renderá uma quantia aos
dois clubes formadores do jogador.

Confira as principais movimentações do dia:

Pacotão na Chapecoense

A Chapecoense confirmou os seus quatro
primeiros reforços para 2017[1]:
o zagueiro Douglas Grolli, o goleiro Elias, o meio-campista
Dodô e o atacante Rossi. Esse é o primeiro pacote de reforços
do clube catarinense após a tragédia na Colômbia. Além dos
confirmados, a equipe se aproximou do acerto com
Wellington Paulista[2], do
Fluminense.

Bahia fecha com lateral colombiano

De volta para a primeira divisão nacional, o Bahia surpreendeu
com um reforço bastante conhecido. Pelas redes sociais, o
clube baiano
anunciou a contratação do lateral colombiano Pablo
Armero[3],
ex-Palmeiras. Antes mesmo de chegar no Brasil, o jogador se
envolveu em uma confusão no
avião[4].

Rodrigão? Só se Marinho vier

O Vitória tem interesse na contratação do
atacante Rodrigão[5], do
Santos. O clube paulista, no entanto, dificulta o acerto e quer
que Marinho, principal destaque do Vitória em 2016, esteja
envolvido na negociação entre os clubes.

Leandro Donizete interessa ao Santos

O Santos está interessado e já iniciou conversas para
fechar com Leandro
Donizete[6],
volante que está desde 2012 no Atlético-MG. Sem contrato com o
clube mineiro, o jogador foi procurado por Dorival Jr. e deve
se reunir com a diretoria do time paulista após o Natal, embora
ainda dê preferência a uma renovação com o Galo.

São Paulo se dá bem com venda de Oscar

A venda de Oscar do Chelsea para o Shanghai SIPG, da China,
renderá uma bolada ao São Paulo. Clube formador do jogador, o
time paulista terá
direito a cerca de R$ 5 milhões[7].
Além dele, o Internacional, por ter finalizado a formação de
Oscar, de 2010 a 2012, também receberá uma quantia.

Mercado da bola: Chape fecha com pacotão e SP se dá bem com venda de Oscar
Avalie esta notícia