Moradores aguardam três dias para vistoria em vazamento

0
88

Um vazamento dentro da morada número 40 da Rua Jamaica, no Parque
das Nações, em Santo André, provocou dor de cabeça aos
moradores. Desde sábado, quando o problema apareceu, os
proprietários da residência entraram em contato com o Semasa
(Serviço de Saneamento Ambiental de Santo André), que só mandou
uma equipe ao sítio na tarde desta terça-feira.

Enquanto isso, a água escoou causando desperdiçou. “Calculando
por grave, dá para encher um litro a cada cinco minutos”,
contou o ferramenteiro Alexandre Aparecido Neumann, 39 anos.

A esposa dele, Nilza Elen Lopes de Sousa Neumann, 40, já tem
dois protocolos de atendimento. “No sábado, disseram que vinham
em 24h. Hoje (terça-feira), falaram que estariam cá no
primeiro horário. Acordei às 6h para zero.”

O vazamento, segundo o morador, é extrínseco já que quando o
relógio é fechado, a água continua jorrando. “Mesmo se fosse um
problema nosso, de qualquer jeito precisaríamos da vistoria do
Semasa para que pudéssemos fazer qualquer tipo de conserto.”

De contrato com a família, faltar água é muito geral no bairro e
eles já estão acostumados a poupar. “Temos uma caixa
d””água de 1.000 litros e um barril com 200 litros de água de
reúso para lavar o quintal dos fundos. Na frente, só passamos
um tecido mesmo. Fazemos nossa segmento mas e a deles?”, perguntou o
ferramenteiro.

Questionado, o Semasa afirmou que uma equipe já está no sítio
para verificar o vazamento e efetuar o reparo, se necessário.

Moradores aguardam três dias para vistoria em vazamento
Avalie esta notícia