Muito diferente do Brasil, Japão Inicia o Processo de Vacinação hoje!

Diferente do Brasil, Japão Inicia o Processo de Vacinação hoje! A cinco meses da Olimpíada, Japão inicia campanha de vacinação contra Covid-19

A cinco meses da Olimpíada, Japão inicia campanha de vacinação contra Covid-19

O Japão iniciou nesta quarta-feira (17) a vacinação de 40 mil profissionais da saúde contra a Covid-19, a cinco meses da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que foram adiados por um ano.

As primeiras doses da vacina Pfizer/BioNTech, autorizada no domingo passado pelo governo, foram aplicadas em um hospital da capital japonesa.

O diretor do centro médico, Kazuhiro Araki, foi o primeiro a ser vacinado.

“A vacina tem um papel importante contra o coronavírus e, como diretor, eu tinha que dar o exemplo”, declarou Araki à imprensa.

“A vacina tem um papel importante contra o coronavírus e, como diretor, eu tinha que dar o exemplo”, declarou Araki à imprensa.

Muito diferente do Brasil, Japão Inicia o Processo de Vacinação hoje!
Muito diferente do Brasil, Japão Inicia o Processo de Vacinação hoje!

Em um primeiro momento 40mil profissionais da saúde

O Japão pretende vacinar em um primeiro momento 40mil profissionais da saúde voluntários que estão na linha de frente do combate contra o coronavírus.

Segundo a imprensa local, metade dos vacinados serão convidados a relatar qualquer efeito colateral ou reação ao imunizante, administrado em duas doses com um intervalo de três semanas.

O governo espera vacinar em uma segunda etapa todos os profissionais de saúde do país, que representam 3,7 milhões de pessoas, em março.

A vacinação das pessoas com mais de 65 anos começará em abril, na previsão mais rápida. O governo ainda não divulgou o calendário para os demais 126 milhões de habitantes do país.

“Eu quero que muitas pessoas sejam vacinadas assim que tenhamos o conhecimento exato dos benefícios e riscos”, disse na terça-feira Taro Kono, ministro japonês responsável por supervisionar a vacinação.

“Eu quero que muitas pessoas sejam vacinadas assim que tenhamos o conhecimento exato dos benefícios e riscos”, disse na terça-feira Taro Kono, ministro japonês responsável por supervisionar a vacinação.

Parecido com o Brasil, mas Lá, sem Mimi da Imprensa

O processo de autorização das vacinas no Japão demorou mais que na Europa e Estados Unidos porque o país exige estudos clínicos adicionais em seu território.

O governo nipônico reservou no ano passado doses suficientes das vacinas da Pfizer/BioNTech, AstraZeneca e Moderna para administrar em toda a população.

Fechado para visitantes estrangeiros desde o ano passado, o Japão foi relativamente menos afetado pela pandemia que outras regiões do mundo, com 418.000 casos e quase 7.000 mortes em um ano.

Embora os Jogos Olímpicos de Tóquio, previstos para acontecer de 23 de julho a 8 de agosto, concentrem as atenções sobre a gestão da crise de saúde no Japão, Kono afirmou que “não leva em consideração” o evento para o calendário de vacinação no país.

Cronograma Planejado por Japão

Agora que um punhado de países começou a administrar o primeiro lote de vacinas Covid-19, o governo japonês está trabalhando para seguir o exemplo, tendo em vista os próximos Jogos Olímpicos de Tóquio. As vacinas serão gratuitas para todos os residentes, incluindo os residentes estrangeiros, desde que estejam registrados dentro de um município.

Aqui está o cronograma projetado de como o Japão realizará seu programa de vacinação.

Final de janeiro de 2021: Começaram os ensaios clínicos locais para a vacina Moderna. A Pfizer também apresentou os dados de seus ensaios clínicos no Japão no final do mês. Parte da razão pela qual o Japão está demorando mais para lançar as vacinas é que requer mais testes clínicos do que outros países para que a vacina seja considerada segura.

Em meados de fevereiro: O Japão aprovou oficialmente a vacina Pfizer em 14 de fevereiro. O lançamento da vacina deve começar em 17 de fevereiro, com o primeiro lote saindo para um máximo de 20.000 trabalhadores da linha de frente da medicina. Aproximadamente 3,7 milhões de trabalhadores médicos a mais estarão no próximo lote, onde cada uma das duas doses será administrada com três semanas de intervalo.

Final de março: Os ingressos para as vacinas Pfizer serão enviados a 36 milhões de residentes com 65 anos ou mais na segunda quinzena de março.

Abril: De acordo com o Japan Times, a inoculação para os residentes idosos com vacinas está prevista para começar em abril.

Maio: Espera-se que a vacina Moderna seja aprovada por volta desta data. De acordo com a Reuters, o chefe do negócio de vacinas do Japão para a empresa farmacêutica local Takeda Pharmaceutical Co disse que garantir a aprovação da vacina em maio é o “melhor cenário”. Isto porque é provável que os ensaios clínicos demorem meses.

Fim de junho: O primeiro ministro Suga tem como objetivo assegurar vacinas suficientes para tratar todos os residentes até o final de junho.

Julho: Começa o tratamento para o público em geral. Todos os residentes com 16 anos ou mais, incluindo residentes estrangeiros, são elegíveis para a vacina gratuita. O governo não recomenda que as crianças sejam vacinadas neste momento, devido a riscos potenciais e reações alérgicas.

Desde fevereiro de 2021, o governo japonês fez contratos para garantir vacinas Pfizer suficientes para tratar 72 milhões de pessoas até o final do ano e vacinas Moderna suficientes para 25 milhões de pessoas. Enquanto isso, um terceiro contrato com a AstraZeneca para tratar 60 milhões de pessoas significa que o Japão teria vacinas suficientes para tratar um total de 157 milhões de pessoas.

Mais Informações na Internet

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies