Núcleo de restauração será entregue neste ano

0
169

 A obra do CER (Núcleo Especializado em Reabilitação), no
bairro Campestre, em Santo André, iniciada em fevereiro de 2015
e tal qual prazo de finalização era de 12 meses, agora tem previsão
de ser concluído no segundo semestre, de pacto com a atual
administração municipal.

O equipamento, que atenderá quatro tipos de deficiências –
física, auditiva, visual e intelectual –, está com 90% da
construção concluída e em processo de finalização. “O prédio
está em pé, agora é colocá-lo para andejar”, falou o reparador de
autos Paulo Roberto Slepicka, 59 anos, vizinho ao sítio.

“Se permanecer muito tempo parado, vai rematar estragando o que está
pronto”, salientou outra vizinha, enquanto saía de moradia às
pressas.

A Prefeitura explica que ainda não há porquê estabelecer a data de
funcionamento efetivo da unidade, pois “está negociando o
pagamento de medição suspenso de 2016”.

O empreendimento, executado pela empresa Faconstru Construção,
Sinalização, Administração e Participações, tem investimento de
R$ 6,1 milhões, sendo R$ 5,2 milhões de recurso federalista e o
complemento de contrapartida municipal. Do aporte da União, 10%
(R$ 525 milénio) serão repassados após conclusão da obra. Até o
momento, já foram investidos R$ 5,1 milhões, segundo o Paço.

Em vistoria à obra em fevereiro do ano pretérito – mês em que era
prevista a conclusão –, o então secretário de Saúde do
município, Homero Nepomucemo Duarte, alegou que o porte da
construção justificava o detido. Com área de 2.000 m², a
unidade terá três andares e racontará com oficina ortopédica de
órteses, próteses e coletes, além de disponibilizar cadeiras de
rodas, bengalas e andadores. Na ocasião, ele declarou ainda que
a instalação dos equipamentos e móveis deveria ocorrer em junho
e a entrega, até agosto daquele ano.

Ontem, quando a equipe de reportagem do Diário esteve no sítio,
não havia funcionários trabalhando na obra, que está cercada
por tapumes, porquê forma de preservar o terreno de invasões.
Porém, uma das estruturas estava solta, possibilitando o chegada
à área. Inclusive, a PM (Polícia Militar) tinha sido acionada
por moradores com a informação de que quatro indivíduos
estariam no sítio. Mas ninguém foi encontrado pelos policiais.

 

ATENDIMENTO

Enquanto a obra não se concretiza, a população é atendida no
Crem (Núcleo de Reabilitação Municipal), localizado no Parque
Novo Oratório. De segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, o
espaço oferece fisioterapia para casos traumatológicos,
neurológicos e ortopédicos, acupuntura, TO (Terapia
Ocupacional) e fonoaudiologia. Por mês, a média de atendimentos
gira entre 3.500 e 3.800 pacientes, todos usuários da rede
municipal de Saúde e moradores de Santo André. Já o CER será
pronto para a realização de 8.000 a 9.000 procedimentos
mensais.

Segundo a Prefeitura, um dos tratamentos inovadores realizado
no espaço é a gameterapia, a qual utiliza o videogame porquê
recurso para a melhora do desempenho funcional – proveito de
mobilidade, equilíprimor e força – e o restabelecimento e
aquisições das funções cognitivas.

Núcleo de restauração será entregue neste ano
Avalie esta notícia
Compartilhar