O pensamento vivo (e atual) de monsenhor Antunes

0
126

“O instituto Monsenhor Antunes foi fundado em 2003. Fica na
Vila Assunção, em Santo André. Seu nome é uma homenagem ao
monsenhor José Benedito Antunes, um padre de muita
sensibilidade e grande preocupação com a exclusão social, que
atuou em Santo André por muitos anos.”

Do blog do Instituto Monsenhor Antunes. O instituto realiza
trabalho junto a adultos e crianças.

Hoje se completam 70 anos da ordenação sacerdotal do monsenhor
José Benedito Antunes. Ele fez história diferenciada no Grande
ABC. Tinha e divulgava ideias próprias, muitas vezes
discordantes da risca da Igreja. Por isso era procurado pela
mídia pátrio.

Em 1972, ao completar 25 anos de sacerdócio, monsenhor Antunes
foi ouvido pelo Diário. Mário Otsubo o fotografou. Infelizmente
não temos o nome do repórter que o ouviu.

Ideias revolucionárias

O que eu pude perceber durante os 25 anos de meu sacerdócio é
que a Igreja errou muito em relação à sua participação no
mundo. Ou antes que as suas bases fundamentais do cristianismo
foram esquecidas dando lugar a coisas que não têm um real
significado. Mas percebo também que atualmente está havendo um
retorno salubre à culpa cristã, principalmente pelos jovens de
todo o mundo, já descontentes com as múltiplas filosofias que
lhes são impostas. Eles sentem a falta de alguma coisa, e
procuram o Cristo.

A era das comunicações em que vivemos trouxe muitas vantagens
ao varão, fazendo-o chegar mais perto de Deus. A tradição e a
velha estrutura da Igreja não puderam suportar, ou escoltar,
o franco desenvolvimento do mundo, dando origem ao contraste
que hoje verificamos: os inovadores e os tradicionais lutando,
ambos com o mesmo objetivo, mas com ideologias diferentes. Isso
tudo tende a ser superado e há de chegar o dia em que a
religião não será usada para controvérsias e sim para a união
dos homens.

Entendo que o cristianismo tem duas fases: uma divina e outra
humana. A primeira desenvolve-se independentemente da vontade
do varão, mas a segunda é baseada na atuação deste. A Igreja já
teve muitos altos e baixos, fechando-se após a Idade Média num
circulo restrito de fieis que, por suas tradições ou temores,
converteram a religião em religiosidade.

Após o Concilio e o movimento preconizado pelo papa João 23
surgiu uma novidade período.

Acho que não é cabível ao padre falar aos fieis se não sente os
problemas próprios de cada um. Não há condições de orientar um
jovem sobre o problema do serviço, namoro, sexo ou mesmo a um
pai de família uma vez que proceder na educação de seus filhos se o
padre não vive esses próprios problemas.

Falar, teoricamente, é muito fácil. Mas executar é um problema.
Por isso entendo que o padre deve casar-se, trabalhar, ter
filhos e viver uma vez que qualquer outro cidadão, sem depender da
Igreja. Se esta medida ainda não foi adotada pelo papa,
autorizando sua prática em toda a Igreja Católica, é porque não
chegou o momento oportuno. Mas, cedo ou tarde, ela virá.

HOMENAGEM

Em 1972, dom Jorge Marcos de Oliveira, primeiro pontífice de Santo
André, e vários outros padres ofereceram ao monsenhor Antunes
um almoço rememorativo aos seus 25 anos de ordenação.

LINHA DO TEMPO

1-4-1922 – O promanação no Espírito Santo do Pinheiral, interno
de São Paulo, de família tradicional.

1934 – Segue, aos 12 anos, para o Seminário de Mariana, em
Minas Gerais. Ali permanece até formar-se.

5-1-1947 – A ordenação. Recebe dos moradores de Pinheiral um
pergaminho e um cálice de ouro, ambos guardados carinhosamente.

Pouso Contente – Durante três anos, uma vez que professor, atua no
seminário lugar.

Grande ABC – Quando da fundíbuloção da Diocese de Santo André, é
convidado por dom Jorge para trenar o ministério na Vila
Prosperidade. Fundíbulo ali a paróquia atual.

1957 a 1965 – Pároco (à época vigário) na Catedral do Carmo.

1966 a 1978 – Pároco na Paróquia Santa Luzia, na Vila Príncipe
de Gales.

1978 a 1994 – Pároco na Paróquia Santa Rita de Cássia, bairro
Pinheirinho. Participa junto aos fundadores do instituto que
leva o seu nome.

18-7-1994 – Falece em Santo André.

Diário há 30 anos

Domingo, 4 de janeiro de 1987 – ano 29, edição nº 6332

Futebol – Brasil de Pelé contra a Itália hoje no Pacaembu pelo
1º Mundialito de Seniores. No treino realizado no Núcleo
Olímpico do Ibirapuera, o mito passa de canela e erra pênaltis.

Em 5 de janeiro de…

1917 – Nelson Cardoso Franco, de Santo André, é reconhecido nas
matérias que constituem o quinto ano do ginásio do Estado.

A guerra. Do noticiário do Estadão: os impérios centrais
declararão as condições de tranquilidade.

1962 – O autonomista José Antonio Canuto de Melo toma posse
uma vez que fiscal de obras da Prefeitura de Diadema.

1977 – DIARIO DO GRANDE ABC instala teletipos da United Press
Internacional, a UPI, uma das principais agências noticiosas do
mundo.

Municípios Brasileiros

Hoje é o aniversário de Sanclerlândia, em Goiás. Ressaltado a
município em 5-1-1964, quando se separa de Mossâmedes. O nome é
uma homenagem ao primeiro morador do velho povoado de
Cruzeiro, Saint Clair Rodrigues de Mendonça, morto em 1958.

News Seller há 50 anos

Quinta-feira, 5 de janeiro de 1977 – ano 9, edição nº 452-A

Manchete – Bairros de Santo André querem escolas. Apelo vem dos
Jardins Alvorada, Progresso e Oriental.

Santos do Dia

Eduardo

Emiliana

João Nepomuceno Neumann

Simeão Estilita.

O pensamento vivo (e atual) de monsenhor Antunes
Avalie esta notícia