O porvir é roxo: NuBank responde a rumores sobre fechamento

0
164

Devido à novidade medida de redução de tempo para pagamentos das transações aos lojistas, a co-fundadora do Nubank, Cristina Junqueira, havia afirmado a possibilidade do, carinhosamente chamado, “roxinho”, fechar suas portas.

Esse novo protótipo fazia com que operadoras de cartão de crédito tivesse exclusivamente dois dias para realizar o pagamentos das transações aos lojistas, ou seja, o prazo atual de 30 dias seria brutalmente reduzido, um tanto que foi proposto com o intuito de impulsionar a economia do país, mas que prejudicaria empresas menores que não tem afiliação aos grandes bancos, porquê a NuBank.

O porvir é roxo: NuBank responde a rumores sobre fechamento

Em relação a isso, diversas pessoas mostraram-se preocupadas com a situação da fintech, que atualmente presta um ótimo serviço de atendimento e traz uma das menores taxas de juros do mercado.

Em resposta a essa preocupação, o Nubank comunicou em seu perfil solene do Facebook que continuará firme e possante, pois de convénio com o Banco Mediano, não haverá nenhuma mudança abrupta ou unilateral nas regras de pagamento. Segundo o roxinho:

“O BC trabalhará com emissores, adquirentes e fintechs para definir porquê as eventuais medidas podem ser implementadas de maneira sustentável, gradativa e sem prejudicar a competição, tão necessária nesse setor altamente concentrado.”

Em seguida a empresa afirmou ainda não sabe se mudanças no protótipo de negócios serão necessárias, pois isso só poderá ser visto quando a medida for implementada, mas que se compromete a continuar entregando uma experiência 100% do dedo, eficiente e humana ao público brasílico.

O porvir é roxo: NuBank responde a rumores sobre fechamento
Avalie esta notícia