O que muda na vida de quem tem HIV

O HIV, mais que uma doença infecciosa, é uma doença crônica.

Ainda existem pessoas que ao receber o diagnóstico de HIV acham que suas vidas acabaram.

Isso não é verdade e o fato é que, depois que passa o impacto inicial, a rotina muda muito pouco ou em alguns casos, muda para melhor.

Pode parecer contraditório mas muitas vezes ao saber do diagnóstico a pessoa repensa sua vida e suas escolhas e passa a ter uma vida mais saudável, e porque não dizer, mais feliz.

O que muda na vida de quem tem HIV é a qualidade e o equilíbrio.

Sabemos que tanto o HIV quanto alguns antirretrovirais aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

Isso ocorre porque o vírus causa uma inflamação crônica em todo o corpo.

Além disso alguns antirretrovirais aumentam o risco de desenvolvimento de diabetes ou alterações do colesterol, principalmente em pessoas que já possuem pré-disposição para isso.

Com toda a evolução pela qual passou o tratamento do HIV, hoje a vida da pessoa que vive com o HIV se assemelha bastante à vida de pessoas com doenças como hipertensão e diabetes.

Tratamento da pessoa vivendo com o HIV

A pessoa precisa tomar medicação todos os dias
Boa qualidade de sono,
Atividade física regular,
Dieta saudável rica em proteína
Beber bastante líquidos
Evitar coisas tóxicas como drogas psicoativas, álcool e cigarro.
Ir ao médico infectologista e fazer exames de rotina periodicamente
Cuidar de outros problemas de saúde que apareçam como pressão alta, alteração do colesterol, diabetes, depressão, estresse, etc.
É um tratamento para toda a vida sim. Mas assim são os tratamento para várias doenças como hipertensão, diabetes, alteração do colesterol, lúpus, entre outras.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies