Ônibus de Santo André operam com frota reduzida a partir de sexta-feira

Crédito: Adamo Bazani
Os ônibus de Santo André vão operar com frota reduzida a partir desta sexta-feira, 25 de maio de 2018. Segundo informações da SATrans, que administra o sistema de transportes intermunicipais, as empresas terão apenas 65% dos veículos circulando nos próximos três dias.A medida será necessária porque, segundo a SATrans, as empresas de ônibus da cidade não estão recebendo combustível, por conta da greve dos caminhoneiros.A medida vai afetar as empresas Guaianazes, Curuçá, ETURSA, Parque das Nações e Vaz, que vão operar com apenas 65% da frota programada para os três próximos dias: sexta (25), sábado (26) e domingo (26). Os horários da primeira e da última viagem não serão afetados.Ainda de acordo com a SATrans, as empresas Suzantur e Urbana vão operar normalmente nos três dias.SÃO BERNARDO DO CAMPOA SBCTrans, empresa responsável pelo transporte municipal de passageiros de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, informou que a circulação dos ônibus está sendo reduzida nesta quinta-feira, 24 de maio, nos horários de menor demanda. O mesmo ocorrerá na sexta-feira.“Como não podemos prever quando o abastecimento será normalizado, preferimos nos antecipar e garantir nesta semana aos clientes e usuários o padrão de qualidade dos serviços nos horários mais importantes e de maior demanda” – disse Milena Braga Romano, diretora executiva da SBCTrans, em nota enviada ao Diário do Transporte.A frota da SBCTrans é de 420 ônibus. Segundo informações da SBCTrans, a redução do número de veículos em horários de menor demanda está sendo necessária por conta do menor abastecimento de combustível.O mesmo está sendo feito com a frota de ônibus a diesel da Metra, que opera no Corredor ABD.ABC PAULISTANo ABC Paulista, empresas como Viação Guaianazes e Viação Vaz (Santo André), EAOSA (Mauá), Suzantur (Mauá e Santo André), Vipe – Viação Padre Eustáquio, Santa Paula e Tucuruvi (São Caetano do Sul), Viação Ribeirão Pires (Ribeirão Pires), Benfica (Diadema) Rigras (Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra),  dizem que até o momento a circulação de ônibus é normal, mas há risco de falta de diesel a partir de amanhã.Na Viação Riacho Grande, empresa de ônibus intermunicipais que circulam entre a Capital e o ABC Paulista, a frota foi reduzida em 10%, de acordo com informações da empresa.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais