Ônibus municipais de Santo André interrompem circulação das 22h às 4h

Ônibus municipais de Santo André interrompem circulação das 22h às 4h :

Ônibus municipais de Santo André interrompem circulação das 22h às 4h

[ad_1]


A Prefeitura de Santo André vai interromper a circulação das linhas de ônibus municipais da cidade das 22h às 4h, a partir desta terça-feira (9). A medida, publicada em decreto, tem validade até o próximo dia 19 de março, em atenção às medidas já implementadas e que contemplam a fase vermelha do Plano São Paulo.

O decreto publicado nesta terça é mais uma das medidas implementadas pelo município para frear a contaminação de novos casos do novo coronavírus, no momento em que Santo André atinge recordes de ocupação de leitos de UTI, considerando hospitais públicos e privados.

“Estamos vivendo um momento crítico da pandemia, em que há a necessidade urgente de medidas restritivas de controle para frear o contágio e diminuir a demanda por internações. Não podemos permitir que mais vidas sejam perdidas neste cenário de pandemia. Estamos abrindo mais leitos de UTI e reunindo esforços para aquisição de mais vacinas para imunizar nossa gente com a maior agilidade possível”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Com a publicação deste decreto, a partir das 22h desta terça-feira, as empresas de ônibus municipais vão realizar a recolha dos seus veículos em suas garagens até as 4h. A partir deste horário os ônibus estarão à disposição da população novamente nos terminais administrados pela SATrans. O transporte gerido pelo estado, como linhas intermunicipais e os trens da CPTM, não serão afetados pela medida.

O lockdown noturno está implementado na cidade e há a recomendação para a não circulação de pessoas e veículos entre as 20h e 5h, neste período que compreende a fase vermelha. Nesta fase o comércio poderá funcionar apenas de portas fechadas, através de sistema de retirada, delivery ou drive-thru. Após as 20h está autorizado o funcionamento somente de sistema delivery, sem a venda de bebidas alcoólicas.

Alguns segmentos são considerados essenciais e, portanto, não terão as atividades suspensas durante a fase vermelha. Entre eles estão saúde (hospitais, clínicas, farmácias, clínicas odontológicas e estabelecimentos de saúde animal) e alimentação (supermercados, hipermercados, açougues, padarias, lojas de suplemento e feiras livres), entre outros setores estabelecidos em decreto.

Cirurgias eletivas
A Prefeitura de Santo André publicou decreto nesta terça que também interrompe a realização de cirurgias eletivas na rede pública de saúde, com a mesma recomendação para a rede privada. No decreto ficou estabelecido o estado de emergência em saúde pública em toda a cidade, devido à alta ocupação de leitos de UTI. Com isso, todos os leitos disponíveis serão utilizados no atendimento de casos suspeitos e confirmados de Covid-19.

[ad_2]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies