Oswana Fameli toma posse como nova ouvidora de Santo André

Cidade Viva Santo André

Oswana Fameli toma posse como nova ouvidora
Crédito: Alex Cavanha/PSA
Nesta terça-feira (13) foi celebrada a transmissão de cargo e a posse da nova ouvidora da cidade, Oswana Maria Fernandes Fameli, em substituição ao advogado José Luiz Ribas Júnior, que comandou a Ouvidoria Municipal por dois mandatos. A eleição para este cargo se deu por meio de um colegiado composto por instituições e entidades da sociedade civil. A eleita terá como grande missão manter este importante canal de interlocução atuando de maneira eficiente e ágil com a administração municipal.Durante a transmissão do cargo, Ribas Júnior ressaltou as melhorias que desempenhou durante o período em que esteve à frente da Ouvidoria. “Fiz durante estes quatro anos o meu melhor. Conseguimos implantar a reclamação digital, onde o munícipe pode registrar seu pedido diretamente pelo site, criamos o processo digital, que trouxe economia de 90% em material de escritório, implantamos a certificação de qualidade, lançamos o aplicativo para registro de atendimentos pelo celular, entre outras melhorias. Fizemos o possível para mostrar que nossa cidade pode ter um órgão de competência e de excelência e que políticas públicas podem ser bem feitas”, ressalta.A nova ouvidora destacou o comprometimento da nova gestão do órgão na aproximação cada vez maior com o Executivo. “Vamos atuar com total transparência na construção de políticas publicas da cidade, com um trabalho indicativo de produção para a melhoria da gestão pública, onde poderemos construir uma sociedade melhor. Assumimos aqui nosso compromisso dos 60 dias, que passará pela visita a todas as secretarias e equipamentos públicos da cidade para mantermos o diálogo constante e permanente com o Executivo para que possamos juntos fazer muito mais”, destacou Oswana, a primeira mulher a ocupar o cargo de ouvidora de Santo André.O prefeito Paulo Serra frisou que Santo André está recuperando suas referências e isso inclui a Ouvidoria Municipal. “Eu defendo a Ouvidoria como um modelo, pois quando ela foi criada colocou nossa cidade em um patamar diferenciado, que mostrou o seu pioneirismo. Precisamos agora colocar a Ouvidoria no século 21, utilizando as boas referências para que ela seja forte e moderna. Estamos retomando as nossas referências, aquelas que o andreense reconhece como motivo de orgulho e certamente continuaremos caminhando nesse sentido”, afirma.A Ouvidoria é um órgão independente, que tem autonomia para questionar e exigir da Prefeitura (e autarquias municipais) a solução de qualquer problema ou irregularidade na realização de obras e serviços. Disponibiliza diversos canais de atendimento ao cidadão, em sua sede e nas edições da Ouvidoria Itinerante, que realiza plantões com orientações, encaminhamentos e abertura de processos. Os munícipes podem registrar reclamações, desde que o serviço já tenha sido previamente solicitado. Há plantões mensais nos Postos SIM da Prefeitura, Paranapiacaba e Parque Andreense, além de visitas em Ações Sociais por toda a região.Criada pela Lei nº 7.877 de 30 de agosto de 1999, a Ouvidoria tem como principal objetivo contribuir para a excelência dos serviços prestados pela administração municipal em seus múltiplos setores, além de defender, gratuitamente, os direitos dos moradores nos casos em que problemas relacionados a obras e serviços prestados pela Prefeitura não tenham sido resolvidos pelo Serviço de Atendimento ao munícipe.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais