Paciente espera 4 dias no galeria de hospital para marcar cirurgia de mão

0
125

Há cinco dias deitado em uma maca colocada no meio do galeria do
Meio Hospitalar Municipal de Santo André, no ABC Paulista, o
autônomo Paulo Batista de Souza, de 29 anos, aguarda o
agendamento para uma cirurgia na mão direita. No sábado, 4, ele
escorregou na escada de mansão e quebrou um dos dedos. Levado até o
hospital, não saiu mais de lá.

A mãe do rapaz, Maria Neusamir Batista de Souza, de 62, contou
que o fruto recebeu pré-atendimento no dia em que chegou ao
hospital. Mas não pode ir embora, caso contrário, perde lugar
na fileira para agendar a cirurgia.

“Fizeram exames, colocaram uma tala na mão e disseram que ele
precisava operar. Mandaram esperar o agendamento”, afirmou.

Ela diz que, por falta de vagas nos quartos, o fruto e outros
pacientes em situação semelhante estão em macas colocadas no
galeria.

“Nós ficamos o dia inteiro vendo mais pessoas chegarem para
fazer o pré-atendimento. Tem gente que está cá há mais de 10
dias aguardando o hospital marcar a data e que não pode ir
embora, senão, perde a vez”, afirmou.

A prefeitura de Santo André, por meio de nota, informou que
Souza deu ingressão na unidade com uma fratura na mão. Os médicos
avaliaram que no caso dele não havia urgência de intervenção
imediata.

“Por conta disso, ele se enquadra no que o Hospital labareda de
TOP – Traumatismo ortopédico programado, um mecanismo onde o
paciente recebe imobilização e medicação”, declarou a
administração municipal.

A nota explicou que ele não havia sido liberado para voltar
para mansão por razão de exames pendentes que foram realizados ao
longo dos últimos quatro dias. A administração reconheceu a
superlotação de pacientes.

“O Meio Hospitalar Municipal é um hospital porta oportunidade. Se o
número de pessoas que procuram atendimento for maior que o
número de leitos, o atendimento a essas pessoas não será e nem
poderá ser rejeitado. Em média, o pronto-socorro atende por mês 12
milénio pessoas.”

Segundo a prefeitura, Souza tem previsão de receber subida nesta
quarta-feira, 8, e a cirurgia deve ocorrer em até 15 dias.

Paciente espera 4 dias no galeria de hospital para marcar cirurgia de mão
Avalie esta notícia