Parque do Pedroso é totalmente revitalizado

Prefeito Paulo Serra entregou melhorias neste domingo
Crédito: Ricardo Trida/PSA
O prefeito Paulo Serra entregou neste domingo (14) mais uma benfeitoria no Parque Natural Municipal do Pedroso. No total, foram liberadas para o uso do público frequentador da área verde 47 churrasqueiras e 15 bancos totalmente recuperados, além de 6 quiosques, mesas e lixeiras, que também foram reformados.“Há um ano nós viemos aqui inaugurar uma ponte, porque até então as pessoas tinham que dar uma volta [para entrar no parque]. Mas a população também cobrava muito essa parte com os equipamentos de lazer. Esse parque é um lugar importante e simbólico para o andreense. Quem é de Santo André se lembra do pedalinho e do teleférico aqui. Claro que retomar o teleférico, pelos custos, é totalmente inviável nos dias de hoje, mas pouco a pouco a gente vai resgatando o que é possível. Então, hoje, aqui no Pedroso, um ano depois, já temos mais melhorias do que foram feitas nos cinco anos anteriores”, afirmou o prefeito. “As famílias aqui da região podem usufruir agora de um espaço de convivência, de prática esportiva e lazer ao final de semana de qualidade”.As áreas de convivência do Parque do Pedroso estavam sem manutenção adequada há anos, com várias churrasqueiras sem condições de uso, mesas e cadeiras quebradas e quiosques precários. “Eu sempre frequentei o parque, mas as churrasqueiras não dava para usar. Estavam precárias mesmo. Agora está ótimo, mas o povo também precisa ajudar a cuidar”, afirmou Rogério Galdino, que frequenta o Pedroso há mais de 10 anos e na manhã deste domingo já estava cedo no local com toda a família para aproveitar o dia. A sogra dele, Silvia Maria Fernandes, que mora em Caruaru (PE), também se surpreendeu com as reformas. “Eu vim aqui há alguns anos e hoje nem reconheci o lugar – está bem diferente e muito melhor”, disse.As obras no Parque do Pedroso foram realizadas com recursos provenientes de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), firmado com a mediação do Ministério Público, a partir da necessidade de uma compensação ambiental devida ao município por uma empresa privada.Ou seja, todo trabalho foi feito sem custos para a Prefeitura ou o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), que, além de intermediar o TAC, também realizou as obras, em parceria com a Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos.No início de 2017, parte dos recursos provenientes do TAC já havia sido utilizada para a reconstrução da passarela da entrada do Parque do Pedroso. No total, as intervenções nas áreas de lazer custaram R$ 143 mil e a construção da passarela R$ 505 mil.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais